Sabe quando você procura ou lê sobre um produto ou serviço na internet, fecha a aba e depois o anúncio daquilo vive te seguindo pelos sites? Conheça o remarketing, uma ferramenta do Google Adwords que funciona como um cookie, marca os visitantes dentro do seu site e depois passa a exibir seus produtos ou serviços em outros sites que aceitam os anúncios do display do Google. É como se fosse um pequeno dispositivo de “gps digital”, digamos assim.

Content Remarketing

Agora vamos ao título desta matéria: Content Remarketing.

As estratégias entre Content Remarketing e Remarketing tradicional são muito semelhantes, porém, a principal diferença é que, ao invés do anúncio em outro site mostrar seu produto ou serviço, ele vem com a intenção de direcionar a pessoa para melhores conteúdos, não necessariamente de venda.

Por exemplo, com o Remarketing Tradicional, você entra numa loja virtual, se interessa por um tênis, dá uma olhada nos preços, tamanhos, frete, mas não chega a efetuar a compra. Com o cookie, a ideia é que você passasse a ver com mais frequência o anúncio do mesmo tênis, seja com um desconto maior, ou frete grátis, qualquer coisa que chamasse a sua atenção para a decisão de compra.

O Content Remarketing (ou Remarketing de Conteúdo), ao invés de convencer você a comprar,  vai lhe mostrar um post sobre como o amortecedor do tênis da marca X é melhor que o do concorrente ou qualquer outro material que venha agregar valor à loja. Podemos até dizer que serve como um funil de vendas.

 

Como fazer um Remarketing?

O Allan Franklin já fez um artigo explicando como usar a ferramenta! Você só precisa de uma conta no Google Adwords e de conhecimento básico em criação de campanhas.

Confira: Remarketing no Google Adwords

 

Mas Cavallare, quais são as outras tendências?

Todo final do ano gosto de fazer uma lista sobre as 5 tendências pro marketing digital do próximo ano e agora, como colunista do Digaí, vi a oportunidade de fazer mais que isso! Vou trazer pra vocês 5 matérias (uma pra cada tendência) e um artigo final contemplando todas. Essa foi a primeira da série!

E aí, gostaram? Tem alguma tendência que você acha importante entrar na lista? Digaí 😉