E se esse artigo derretesse agora na sua frente? Sim. Como se fosse uma peça de gelo dentro de um forno. Qual seria a sua reação se a tela através da qual você está vendo isso simplesmente se esvaísse bem diante dos seus olhos? Você sentiria falta de alguma coisa?

 

Então leia até o final porque, se você quer realmente ter consistência no YouTube, não é bom fazer nada de qualquer jeito.

 

 

Condomínio ou Terreno Baldio?

 

A consistência é o que fará com que o seu canal no YouTube seja algo concreto e bem definido.

 

Quanto mais consistente for o seu canal, mais firme será o chão no qual sua audiência estará pisando e você estará construindo o seu patrimônio.

 

Sim. O seu canal é um patrimônio, mas você é quem será responsável pelo terreno adquirido ser um grande condomínio com milhares (ou até milhões) de inquilinos e visitantes que trarão dinheiro e credibilidade; ou um terreno baldio tomado por erosões, ratos e ervas daninha.

 

Mas não se preocupe, você tem 4 maneiras poderosas de dar consistência ao seu canal. O que significa mais resultados.

 

Periodicidade

 

 

O primeiro passo é você conseguir fazer um vídeo por semana. Se você não conseguir fazer um vídeo por semana, você não vai ter um canal no YouTube. Esquece!

 

 

Iberê Tenório – Manual do Mundo

 

 

A frequência com a qual você publica os seus vídeos é, para alguns produtores, o ponto determinante do sucesso do seu canal. Você já se viu contando as horas para assistir a alguma programação pela qual está ansioso por assistir?

 

Além dos sentimentos de expectativa e antecipação, a constante publicação dos seus vídeos, com dia e hora marcados, é uma maneira de você ser lembrado pela sua audiência. E como você já sabe, quem não aparece não é lembrado. Até mesmo uma frequência mensal na publicação de seu conteúdo pode ter um efeito poderoso.

 

Como eu já revelei em artigos anteriores, sou grande fã de OJovem Nerd – Blog de Cultura Pop e Humor que, além de canal no YouTube e uma loja virtual, tem o podcast mais bem sucedido do Brasil.

 

Seus podcasts são publicados toda sexta-feira. Logo, na quinta-feira, já começo a ser feliz (Pequeno Príncipe feelings). Mas em 2015, as últimas sextas-feiras de cada mês têm sido as mais ansiadas por mim. Pois é quando são lançados os episódios especiais de empreendedorismo com a participação de Sandro MagaldiFlávio Augusto, que inspirado por O Jovem Nerd criou o GVCast – Podcast do seu projeto Geração de Valor.

 

Veja o artigo completo sobre a Periodicidade nos Seus Vídeos para o YouTube clicando aqui.

 

 

Uma “Cara” Familiar

 

 

…Agora eu começo a entender o propósito desse vlog. As pessoas gostam de me ver irritado. Eu falo sobre as coisas que me irritam e as pessoas dão risada da minha cara porque eu tô irritado. Sabe aquela música do Beegees (…) I started a joke…? Quer dizer que o cara começou a piada, mas quando ele menos percebeu que ele era a piada. É basicamente o caso do meu canal Maspoxavida.

 

PC Siqueira – Maspoxavida

 

Seu canal pode angariar seguidores por causa de uma personalidade ou um rosto que o represente.

 

Seja por se conectar com essa figura, ou mesmo por alimentar um comportamento sádico nem que seja para se divertir às suas custas. O que explica o sucesso que fazem os tais “desafios” que colocam o produtor numa situação de dor ou constrangimento e muitas vezes geram mais visualizações do que um conteúdo mais bem trabalhado.

 

 

Com mais de dois milhões de inscritos, o La Fênix vai além de todos os limites dando (literalmente) o sangue pelos seus vídeos.

 

Há canais, inclusive, que você nunca sabe o que vai encontrar no próximo vídeo além do seu representante. O Canal do Gustavo Horn é um ótimo exemplo. Mesmo tentando criar projetos fixos ou ter periodicidade, ele não conseguiu se adequar e é um grande defensor da livre produção de conteúdo em vídeo para a internet. Mas sua presença é tão definitiva que ainda é um dos canais independentes de maior respeito no Brasil.

 

Veja o artigo completo sobre isso clicando aqui.

 

Consistência de Formato

 

 

As pessoas começaram a perguntar onde é que vocês estão em cartaz? então a gente tinha que entrar em cartaz, porque os vídeos chamavam o público e eles falavam Pô, a gente quer assistir vocês ao vivo e ao vivo a gente gravava pra colocar no YouTube e aí o pessoal que assistia no YouTube queria ver ao vivo. Aí ficou nesse ciclo até hoje (…)

 

Anderson Bizzocchi – Barbixas

 

O formato é a embalagem na qual você entregará o seu produto – o conteúdo.

 

A consistência de um formato será determinado pela expectativa que a sua audiência tem do desenrolar desse conteúdo desde a chamada inicial até vinheta, cenários, quadros e jargões.

 

Por mais contraditório que isso possa parecer, Os Barbixas – companhia de humor brasileira mais bem posicionada em Improviso – são excelentes exemplos de consistência de formato.

 

Apesar de seu público não ter a menor ideia de quais serão as cenas a serem apresentadas (assim como os próprios produtores), desde antes de o YouTube ser comprado pela Google, todos esperam ver um espetáculo que se passa num teatro com um anfitrião conduzindo e explicando jogos a serem improvisados pelos Barbixas e seus convidados.

 

Essa pegada de teatro interativo na internet, além das esquetes autorais do grupo (baseadas em Monty Python) trazia novas possibilidades para um formato de programa que muito os influenciou, o Whose Line Is It Anyway.

 

E por mais que eles busquem continuar inovando e buscando variar seu leque, mantém o formato já conhecido só agregando mais qualidade ao mesmo.

 

Veja o artigo completo sobre a Consistência de Formato clicando aqui.

 

 

Consistência de Voz

 

 

 

A essência do canal era basicamente essa, certo? Eu sei que muita gente se decepciona quando vê que eu parei de falar sério… Os números não mudaram, mas eu percebi um feedback de uma galera muito decepcionada.

 

 

Cauê Moura – Desce A Letra

 

Quando se fala em “voz” no YouTube brasileiro, a primeira que vem na nossa mente é a do barulhento Cauê Moura com seus berros e gargalhadas fatais. Contudo, uma voz consistente não literalmente é uma voz de alguém.

 

A Voz do seu canal é a abordagem pela qual o conteúdo se desenrola. A linguagem com a qual você se comunica com a sua audiência.

 

Mesmo assim, os gritos do Cauê Moura são marca registrada do seu canal que, inicialmente, tinha o objetivo de tratar de assuntos polêmicos descascando-os de uma perspectiva pessoal e provocadora. Embora o Desce a Letra não se resuma a isso, essa era a linha seguida por seu idealizador que também traz notícias inusitadas e até quadros num formato mais popular como desafios e receitas.

 

Tudo, é claro, ao som de muitos gritos e bagunça.

 

Em um vídeo recente o barbudo declarou que desistia de querer falar sério ou emitir a sua opinião pessoal por causa de um incômodo que já não aguentava mais com relação à repercussão gerada pelos mesmos.

 

Essa atitude foi uma grande surpresa e decepção para o segmento de pessoas que se identificava ou se sentia representado pelo produtor e a maneira com a qual ele apresentava os seus pontos. Expressando até a indignação de muitos.

 

A voz de muitos.

 

A boa notícia para essas pessoas é que na última Campos Party Recife, conforme o vídeo acima registra, Cauê diz que isso pode ser apenas uma fase para a poeira baixar, pois o que ele fazia era a essência do seu canal.

 

Sua voz era a essência das pessoas que ele queria alcançar. E atingiu bem mais que isso.

 

 Veja o artigo completo sobre a Consistência de Voz clicando aqui.

 

 

E você?

 

Quais elementos fortes e recorrentes têm dado consistência a seu canal do YouTube vídeo após vídeo?

 

Qual seria o resultado se você resolvesse aplicar as 4 diferentes maneiras apresentadas nesse artigo?

 

Você consegue identificar algum dos elementos aqui tratados em algum canal que você já segue?

 

Digaí nos comentários quais canais você segue devido à sua consistência. Nos comentários também é onde você pode deixar sua opinião sobre o assunto abordado, suas dúvidas ou sugestões que teremos o maior prazer em continuar essa conversa.

 

E como sempre:

 

Muito sucesso para você!

 

Conheça o e-book “7 Lições Que Aprendi Com os Youtubers de Sucesso”, do Felipe Pereira, clicando no link:
BAIXE AGORA!