A consistência de “voz” tem grande importância para o seu canal no YouTube.

 

O filme O Pequeno Príncipe acabou de sair nos cinemas e estou louco para assistir.
Cara!!! Eu sou muito retardado com jogos tipo GTA, tá ligado? Kkkkkk
Creio que a polarização binária sobre assuntos como política e religião traz muitos prejuízos.

 

Concorda com a primeira linha desse texto? Então leia o resto desse texto até o final se não quiser que a sua audiência sofra o mesmo que você sofreu nas linhas anteriores.

 

 

Sua voz é inconfundível?

 

 

De acordo com Matt Koval, produtor e estrategista do YouTube, na série sobre Os 10 Conceitos Básicos da plataforma, a consistência de “Voz” não se refere a uma voz literal. Mas um tom ou um tema para o canal que nunca muda.

 

Ele cita o VICE News como um bom exemplo disso.O estrategista diz que sempre sabe quando está assistindo a um vídeo do Vice News com sua linguagem sempre crua e real.

 

Contudo, não devemos nos enganar achando que consistência de Voz se resume a isso. Um canal que também trata de notícias, só que com uma voz completamente diferente é o do produtor Philip DeFranco. E esse bomba com sucesso absoluto entre os jovens no YouTube americano.

 

 

De dentro de seu colorido estúdio, muitas vezes agraciado com elementos icônicos da Cultura Pop, DeFranco traz uma avalanche de notícias recentes bem integradas com publicidade e muita irreverência com edições tão dinâmicas que mal nos fazem acreditar que tudo isso cabe em seus vídeos com duração média de 10 minutos.

 

Sua voz passou a ser uma referência tão distinta, que o YouTuber elencou uma equipe própria para apresentar mais notícias. Como o SourceFed e o SourceFedNERD.

 

Como um plantão muito louco com notícias pontuais; mesa redonda e podcast, o SourceFed sempre traz notícias com comentários, piadas e até esquetes de humor sobre o tema abordado por seus jovens colaboradores.

 

 

Já o SourceFedNERD faz a mesma coisa. Só que, como próprio nome do canal já denuncia, mais voltado para a Cultura Pop em si.

 

 

 

O Segredo do Molho

 

Outro exemplo americano muito bem sucedido (e do qual eu sou o maior fã que conheço) é o do Michael Stevens, mais conhecido como Vsauce.

 

 

Desde O Mundo de Beakman jamais vi uma abordagem tão assertiva para falar de ciência da maneira mais divertida e inclusiva. Note que agora falo em primeira pessoa porque a voz imparcial não é suficiente para que eu possa expressar esse exemplo da melhor maneira.

 

Muitas são as tentativas, até muito boas, de trazer educação de uma maneira mais fácil de digerir e mais acessível para o maior número de pessoas possível. Mas o que Vsauce, também conhecido como Vsauce1, faz é proporcionar uma imersão tratando de forma intrínseca sobre vários tópicos de ciência a partir de perguntas que parecem bobas, mas que sempre se mostram de uma profundidade surpreendente.

 

Sua voz inusitada se mostra de uma riqueza tal que um canal só já não era o bastante para contê-la. O que explica a razão pela qual ele pode ser considerado o Vsauce1, já que hoje ele coexiste com dois outros canais que tem a mesma proposta, para que com essa mesma voz, deem conta de tanto conteúdo.

 

Vsauce2, com a colaboração de Kevin Lieber:

 

 

E Vsauce3, com a colaboração de Jake Roper:

 

 

 

Tenho Mesmo Que Ter Voz Consistente?

 

No YouTube BR (Brasil), alguns canais que fazem suas vozes serem ouvidas estão enfrentando alguns problemas ao tentar uma abordagem alternativa. Uma vez que a maneira com a qual seus produtores se comunicavam era a principal razão pelo seu posicionamento diante de sua audiência.

 

O exemplo mais notório atualmente é o do canal RandonsPlays, que mudou seu nome para CanaldoMonark. E essa mudança não se deu por acaso.

 

Seu produtor, o Monark, com seus GamePlays era um dos Youtubers mais populares do gênero no Brasil. Com uma excelente performance diante da câmera, ele sempre se destacou por sua abordagem divertida num tom que faz você se sentir como se estivesse jogando com seu melhor amigo enquanto dá muitas risadas.

 

 

Só que jogador sentiu a necessidade de compartilhar outros tipos de assunto num tom nada semelhante ao que sua audiência estava acostumada.

 

 

Se você for aos comentários de vídeos como esse (os mais recentes) vai ver um bombardeio de comentários transmitindo a insatisfação de muitos seguidores com relação a seu produtor e o conteúdo atualmente publicado pelo mesmo.

 

Eu, particularmente, já admiro bastante o Monark e estou gostando mais ainda da profundidade e do propósito com os quais ele vem tocando seu trabalho. Contudo, sei que não sou o melhor representante do tipo de pessoa que compõe a maior parte de sua audiência. Eles querem Game Plays. Querem vê-lo jogar vídeo game enquanto falam qualquer coisa raza e engraçada.

 

Como o nome anterior do canal remetia a vídeo games, o que poderia ser um argumento para os expectadores insatisfeitos, o CanalDoMonark agora quer mostrar a que veio de fato e deixar bem claro de quem é o canal e que não está para brincadeira. Exceto quando o dono do canal quiser brincar, é lógico.

 

Espero de coração que sua voz verdadeira se faça ouvir e mostre mais consistência do que as pessoas com quem ele falava e não querem mais ouvi-lo.

 

 

Enfim

 

Por melhor que seja a sua intenção, quando você não sustenta uma voz consistente ela pode ruir e colocar em cheque um segmento de consumidores do seu conteúdo. Mas em compensação, quanto mais consistente for essa voz, um único será pouco para ela.

 

Uma alternativa para quem quer fazer projetos diferentes é fazer o que é conhecido como second channel. Um outro canal que, embora seja produzido por você, apresenta uma outra abordagem com outros tipos de tom e/ou tema.

 

Digaí nos comentários que canais você começou a seguir por causa da voz transmitida por ele ou qual deles, na sua opinião, acabou pecando nesse requisito. Nos comentários também é onde você pode deixar sua opinião sobre o assunto abordado, suas dúvidas ou sugestões que teremos o maior prazer em continuar essa conversa com você.

 

E como sempre:

 

Muito sucesso para você!

 

Conheça o e-book “7 Lições Que Aprendi Com os Youtubers de Sucesso”, do Felipe Pereira, clicando no link:
BAIXE AGORA!