Com mais de 700 membros, o Fliender, a mídia social, desenvolvida em Curitiba, vem crescendo gradativamente, graças a união de diversas opções de relacionamento e interação de mídias como o YouTube, facilitando o dia-a-dia do usuário. Mantendo-se sem anúncios, a mídia social mira sua rentabilidade através de serviços que serão exclusivos para membros. Além disso, ela é personalizável, permitindo escolher imagem de fundo, imagem do Messenger e cores do layout.

 

 

Fliender

 

 

Com a ajuda de “mentores”, empresários que aconselham o CEO do site, o Fliender foi criado como um projeto oriundo do conceito que laços, amigos e relacionamentos devem ser construídos e não comprados por anúncio. Um convite é enviado a um usuário, que após se cadastrar, tem a oportunidade de convidar seus contatos para fazer parte da mídia social.

 

“Depois de pronta, fui pedir opiniões na rua sobre layout e pedi para pessoas verem o que elas gostariam de fazer em uma rede social”, explica Felipe Oliveira, fundador do Fliender. Ele conta que precisou de um ano para desenvolver o site. “Então comecei a falar com um dos mentores, que me ajudou a entender a importância de uma proposta de valor. também pedi ajuda para meus ex-chefes na agência onde eu trabalhava. Notei que o Fliender poderia focar no jovem, um ambiente legal e exclusivo para ele e seus amigos. Também pensei em conteúdo relevante, então tirei as propagandas e troquei por convites para agregar valor e ser um ambiente mais exclusivo”, conta.

 

 

Características do Fliender

 

 

Com visual clean, a homepage apresenta a área de postagem com texto foto, localização e convergência com o YouTube, um ponto para vloggers e usuários que não precisam fazer upload do vídeo novamente e assim, gerar mais views. O símbolo Globo serve para atualizar o feed, entretanto, na versão mobile, o ícone tem a função de trocar a cor da timeline, mesma utilidade do pincel na versão desktop.

 

À esquerda, temos as opções de interação. A aba Música possui um buscador que adiciona cantores e canções à sua playlist, compartilhar ou pode tocar na hora. As salas de chat são separadas por assunto, envolvendo usuários que podem não fazer parte da sua rede e discutir o assunto em comum. Para adicionar contatos, o botão seguinte mostra as pessoas e, antes de adicioná-las, é necessário visitar o perfil e conhecer melhor.

 

As partes mais interessantes são as abas Perguntas e Messenger. A primeira opção pode remeter-se a paquera, questionamento de cunho público ou curiosidades de usuários para o outro. As perguntas – e respostas – podem ficar expostas se for selecionado a opção Carregar mais perguntas. Já o Messenger pode ser o maior diferencial da mídia social. Seu bate-papo fica em evidência em uma página apenas de diálogo, com um belo wallpaper atrás. Nada para distrair a atenção, apenas a conversa que importa.

 

 

10849393_735876903148482_525355885_o

 

 

Como mante o site sem anúncios?

 

 

“A monetização será feita futuramente a partir de serviços voltados para os próprios membros como, por exemplo: um Fliender Shop, um ambiente onde o membro pode comprar seus produtos com segurança e com um preço acessível”, afirma Felipe Oliveira. “Não é confirmado, pois vai depender de como os membros da rede se comportam e o que eles esperam, mas é um exemplo de serviço voltado para os membros”.

 

Ele ainda explica que não quer ser considerado “anti-Facebook” e que seu objetivo era facilitar a comunicação e suas formas, através da reunião de diversas ferramentas. “Pensamos na integração com outros sistemas, como é o caso das 50 milhões de músicas disponíveis no Fliender. Essas integrações podem agregar funcionalidades e experiências incríveis aos membros da rede”.

 

 

Motivação ao empreendedorismo

 

 

Gradativamente cresce o número de apps, startups e sites de redes sociais no Brasil, favorecendo crescimento de negócios, da evolução das formas de comunicação, prestação de serviços e crescimento tecnológico Em outros post publicados no Digaí, percebemos o número de empreendimentos, estimulando o aumento de novas formas de utilizar tecnologia para sanar nossas necessidades na nossa rotina diária.  “O que me motiva é acreditar que posso fazer algo mais pelo mundo, que posso fazer melhor que outras redes, mas principalmente, que posso abrir portas para outras pessoas a partir de conexões, que posso gerar empregos, educação e até saúde com um projeto como o Fliender”.

 

Felipe ainda destaca que é “o primeiro passo é a ação, medo é normal, todos temos medo, principalmente de coisas desconhecidas, mas coragem é agir mesmo com medo. De nada vale a ação sem um bom planejamento”.

 

Agora que você ficou sabendo do Fliender, para se cadastrar basta apenas clicar aqui e começar a usar. Eles também possuem uma Fan Page, caso tenham dúvida ou queiram fazer novas amizades (). Em breve, será lançado um aplicativo para plataformas móveis.