Você já viu Gari’s Game? É um curta da Pixar sobre um senhor idoso jogando xadrez sozinho. Você já fez isso? No fundo, essa ideia não é de todo o mal. Fazer isso no xadrez traz até um benefício.

 

Ao contrário do YouTube.

 

Será que você está fazendo no YouTube a mesma coisa que o senhorzinho do curta da Pixar faz no xadrez? Veja até o final para saber se está, e como não levar um cheque mate de você mesmo.

 

 

Não Queria Nem Rir

 

 

Eu amo a Pixar. Mas devo admitir que, ao contrário de muita gente, não acho essa animação tão engraçada. Muito pelo contrário. Para mim é triste ver uma pessoa com avançada idade levantando-se com dificuldade e tendo apenas a si mesmo como companhia. Isso é triste demais para mim.

 

O bom é que para quem está fazendo isso no YouTube, ainda tem como virar o jogoVirar o jogo entendeu?

 

Desculpa. Mas voltando…

 

É muito compreensível que um produtor de conteúdo iniciante queira que seus vídeos cheguem a todo mundo, não é mesmo? Afinal, quanto mais audiência melhor, certo? O problema é que quem quer falar para todo mundo acaba não falando para ninguém. E as visualizações que tem seriam ótimas se não fossem vindas do próprio produtor. Apesar do medo (que faz muito sentido) de não querer limitar a audiência do seu canal, quando direcionamos nosso conteúdo a alguns grupos ou comunidades específicos estamos mirando no centro do alvo.

 

Isso é targeting.

 

Convergir sua estratégia para um alvo específico. Segmentar. Dessa maneira, as chances de errar são muito menores do que sair dando tiros aleatórios. E acabar saindo baleado.

 

 

Tudo Azul

 

A melhor maneira de segmentar a sua comunicação dentro do YouTube é começar pelo seu canal. Fazer dele uma emissora voltada para um determinado público. Um nicho.

 

Esse é o chamado Oceano Azul.

 

Vejamos 3 exemplos completamente diferentes de canal segmentado:

 

 

  1. Fábrica de Monstros

 

 

Em seu canal de bodybuilding, Leo Stronda proporciona um ambiente bem variado com receitas para “ficar monstro”, quadro de perguntas e respostas com a participação da audiência, participação de convidados peso pesado, docas de treino, e muito mais.

 

Apesar de sua variedade, a todo o momento o canal está falando com pessoas que querem ganhar energia, massa muscular e se sentir desafiados a darem o melhor de si para ter resultados visíveis. Sem economizar em sua linguagem quase militar.

 

 

  1. Nerdologia

 

 

 

Canais que falam de ciência, assim como os que tratam de cultura pop não sem novidade alguma no YouTube. Mas no diálogo entre essas duas linhas estava a linha certeira do Nerdologia.

 

Nele, Átila (biólogo, pesquisador, e sempre uma piadinha nova) explora a fundo a aplicação da Biologia, Matemática, Física, Química e a Ciência como um todo no mundo da cultura pop como cinema, quadrinhos, games etc.

 

 

  1. Malabarize-se

 

 

 

No canal sobre malabarismo e circo, Lucas Abduch apresenta o que ele chama de vídeos arte para quem gosta de vídeos de malabares em alta qualidade, tutoriais para quem quer aprender novas técnicas com bolas, contato, diabolôs ou outras modalidades.

 

Apesar de esse último não ser tão grande quanto os dois anteriores, ainda assim tem mais inscritos do que os canais de Conrado Adolpho, Érico Rocha e até o mesmo o Geração de Valor do Flávio Augusto.

 

Enfim

 

Se você quer expectadores, além de você mesmo, deve pensar primeiramente neles antes de produzir seu conteúdo e segmentar a sua comunicação. A melhor maneira de fazer isso é a segmentação do seu canal. Mas para isso não basta falar de algum assunto que seja do seu interesse não é suficiente. Você deve ter um diferencial. Um posicionamento. Esse será o seu maior benefício.

 

Saiba como fazer isso clicando aqui agora.

 

Falando em benefício, o único que você tem ao jogar xadrez sozinho é o de ganhar sempre. Porém, nesse caso, ganhar sempre significa perder sempre. Assim como tentar falar para todo mundo pode significar falar para ninguém.

 

Digaí nos comentários se você segue algum canal de um nicho específico e porque o faz. É nos comentários também que você pode deixar suas perguntas ou sugestões que teremos o maior prazer em dar continuidade a essa conversa.

 

E como sempre:

 

Muito sucesso para você!

 

Conheça o e-book “7 Lições Que Aprendi Com os Youtubers de Sucesso”, do Felipe Pereira, clicando no link:
BAIXE AGORA!