Na última semana, foi realizada na Califórnia a décima primeira edição da conferência D: All the things digital (o #d11). O evento é um projeto da DowJones e tem o objetivo de criar discussões sobre novas mídias e tecnologias. Esse ano, aconteceram muitas palestras boas relacionada ao mundo mobile como a do Tim Cook da Apple, que falou sobre o mercado de smartphones, e a de Dick Costolo do Twitter, que comentou sobre as estratégias do microblogging para ações de publicidade de Segunda Tela. Entretanto, foi uma apresentação bem menos badalada que me chamou a atenção…

.

Mary Meeker no #d11 falando sobre tendências da Internet em 2013

Mary Meeker no #d11 falando sobre tendências da Internet em 2013

.

Mary Meeker, analista do fundo de investimentos Kleiner Perkins, trouxe o tema 2013 Internet Trends para o #d11. O intuito era falar sobre internet e suas tendências, mas boa parte da apresentação foi sobre dispositivos móveis. Por que será? Internet e Mobile são dois assuntos que estão cada vez mais indissociáveis. Por mais que falar sobre o crescimento mobile pareça chover no molhado, alguns dados mostrados por Mary me impressionaram. Será que vão te impressionar também? Vamos ver…

.

Mobile: o único que cresce…

O tempo gasto com TV e Internet (no desktop) estagnaram no último ano, nos EUA.  Já os momentos despendidos com a mídia impressa e o rádio continuam diminuindo. Em 2012, a única mídia que teve crescimento no tempo de interação foi o mobile. Veja o gráfico:

.

Comparativo do Mobile com outras mídias

.

O mercado de anúncios nas plataformas móveis também cresceu. Hoje, nos EUA,  a publicidade no celular já movimenta quatro bilhões de dólares, correspondendo a uma fatia de 3% do mercado. Isso tem um reflexo direto na maior rede social do mundo. A arrecadação do Facebook com anúncios móveis já corresponde a 30% do faturamento com publicidade da plataforma (conforme mostra a tabela abaixo).

.

Cresce o faturamento do Facebook com anúncios móveis.

.

…e ainda vai crescer muito mais

São mais 5 bilhões de usuários de telefonia móvel no planeta. Desse total, apenas 1,5 bilhão usam smartphones (gráfico abaixo). Ainda há muito pano pra manga. No Brasil, por exemplo, apenas 23% dos usuários que utilizam a telefonia móvel possuem celulares mais avançados. Nos EUA, esse número chega a 58% e no Japão, a impressionantes 76%.

.

Uso de Smartphone no Mundo

.

O acesso a internet pelo celular vem crescendo, em média, 50% ao ano. Entre todas as informações que circulam na rede, 15% passam pelos dispositivos móveis. Você sabia que já era tanto assim? E a expectativa é que até o final de 2013 esse número chegue a 22%. Veja o gráfico:

.

Tráfego de Dados no celular

.

.

Fotos com o celular

O Facebook permanece como maior repositório online de imagens no mundo, porém observe no gráfico abaixo a quantidade de fotos que são postadas no Instagram e no Snapchat. No Facebook, são publicadas mais de 300 milhões de fotos diariamente, só que o Snapchat já alcançou quase metade desse número: são mais de 150 milhões de fotos por dia. O detalhe é que o Snapchat tem menos de 10% do número de usuários do Face e, assim como no Instagram, só é possível publicar fotos pelo celular.

.

Snapchat e Instagram

.

Pare para lembrar. Qual dispositivo você tem utilizado mais para fazer upload de fotos nas redes sociais? Desktop ou celular? Pois é, ai você acessa aquela promoção do Facebook que tem uma aplicativo rodando em uma das abas da fanpage. É um concurso cultural que você precisa fazer o upload de uma foto para concorrer, mas a app só pode ser acessada pelo PC. Estamos fazendo isso errado.

.

China: a nova referência

Quando vamos fazer projeções sobre a adoção de novas tecnologias, muitas vezes a referência é o mercado americano. Porém, é bom não esquecer da China. Os chineses já passaram os americanos em número de iOS e Android. Até ai tudo bem, pois a população da China é bem maior. Mas os dispositivos móveis parecem estar mais presentes na vida dos chineses que dos americanos, como mostra o gráfico abaixo. O tempo diário gasto com dispositivos móveis na China já é de 22%, contra 12% na terra do Tio Sam.

.

Acesso Mobile na China

.

Ao invés de buscar sempre os mesmos cases nos EUA e Europa, está na hora de nós profissionais abrirmos os olhos para a China (sem trocadilhos, ok?). O uso do QR Code continua crescendo na Ásia (inclusive na China), por que lá dá certo e aqui não? O Tencent é uma espécie de Whatsapp com voz com mais de 500 milhões de usuários chineses, será que dá para aprender algo com esse case?

.

Bye-bye, PCs

Por fim, um outro dado interessante  para trazer de vez a sua atenção para o mundo mobile. No final de 2012, o número de tablets vendidos ultrapassou o de PCs e notebooks somados!

.

Tablets X PCs

.

E agora?

Depois de tantos números sobre o uso dos dispositivos móveis, a única pergunta que fica é: por que temos poucas ações para esses aparelhos por aqui? Não precisamos pensar só em Apps. Por que os sites ainda não são responsivos? Por que o post do Facebook aparece cortado para quem acessa pelo celular? Empresários e agências ainda estão receosos sobre o potencial desses dispositivos?

 

Ah… Quem quiser conferir todos os slides da apresentação, estão aqui: