Como já falamos aqui no blog, a cada dia que passa fica clara a preferência do público em ter acesso a conteúdos de vídeos e imagens. De abril a junho de 2017, as marcas apostavam mais em textos e links. Mas, nos últimos meses a tendência tem sido investir no Instagram e no YouTube. Pelo menos é o que apontam os estudos recentes.

No último mês, o NiMD (Núcleo de Inovação em Mídia Digital), em parceria com o Socialbakers, empresa de software mundialmente reconhecida, realizou um levantamento para analisar o comportamento das marcas online. O relatório fez uma comparação entre a atuação no início de 2017 e o resultado obtido meses depois.

empresas investir instagram youtube

Resultado da pesquisa

O estudo analisou as 100 maiores marcas nas redes sociais, e percebeu que no início do ano elas tinham aproximadamente 800 mil seguidores no Instagram. Após investirem mais nas postagens e no relacionamento com o público na ferramenta, o resultado foi um aumento de 22% na quantidade de seguidores, passando de 800 mil para 980 mil.

Segundo o professor Thiago Costa, um dos idealizadores da pesquisa, um dos fatores responsáveis por essa mudança de comportamento foi o Stories, lançado ainda em 2016 pelo Instagram. A funcionalidade foi muito bem recebida pelos usuários, e as marcas começaram a se aproveitar disso para desenvolver uma interação com seus seguidores.

empresas investir instagram youtube 01

Crescimento também no YouTube

Outra plataforma que recebeu bastante atenção das marcas foi o YouTube. A pesquisa apontou que o aumento no número de inscritos nos canais das marcas analisadas mostra a preferência do público por conteúdos de vídeo. No período que o levantamento ocorreu, foi percebido um aumento de 29% na quantidade de assinantes, passando de 85 mil para aproximadamente 110 mil inscritos.

Em contrapartida, o Facebook, gigante da internet, sofreu uma pequena queda na quantidade de interações e cadastros. Os setores de mídias e notícias, por exemplo, tiveram 10% menos engajamento no período analisado, uma perda de aproximadamente 1,1 milhão de comentários, compartilhamentos e reações.

E você, amigo, sabe qual tipo de conteúdo seu público prefere?