Quem costuma postar vídeos no YouTube sabe que todas as novidades são muito bem-vindas, principalmente para as pessoas que fazem disso um negócio, como blogueiros e influenciadores digitais. Dessa vez, o plataforma divulgou que não terá mais o recurso para replicar postagens no Twitter e no G+, representado por caixas de seleção, mas ainda será possível compartilhar. Quer saber mais? Continue a leitura para entender!

Compartilhamento de informações via redes sociais

Fonte: PxHere.com

Como compartilhar vídeos do YouTube no Twitter e no G+

O recurso utilizado por pessoas para compartilhar vídeos do YouTube no Twitter e no G+ vai deixar de existir no dia 31 de janeiro de 2019. O recurso servia para postar automaticamente, mas o compartilhamento agora funcionará de forma diferente. Não será automático, mas também não será difícil.

Um simples botão de “compartilhar” aparecerá em todos os vídeos e, com apenas alguns cliques, será possível replicar o conteúdo nas mídias Twitter e G+. Para algumas pessoas, a ideia não pareceu ser muito boa, já que estão acostumadas a fazer o compartilhamento de forma automática.

Apesar disso, há uma justificativa do Google que mostra o porquê da mudança.

YouTube fim do recurso de compartilhamento

Fonte: Pixabay.com

Motivo do fim do recurso do YouTube

Para justificar a novidade, o Google fez algumas análises e divulgou os resultados que logo foram vistas pelos usuários assíduos do YouTube. A principal informação é que as postagens apresentam mais retorno quando são personalizadas, ou seja, compartilhadas de forma individual, sem a contribuição de algum recurso.

Nesse sentido, portanto, foi possível perceber que a ideia do compartilhamento de mensagens personalizado poderia oferecer uma melhor experiência tanto para o produtor do conteúdo, quanto para seus seguidores.

Ainda de acordo com informações do Google, grande parte da análise foi feita com base na comparação entre as duas formas de compartilhamento. E como a ideia central do Youtube e de outras plataformas está ficando cada mais mais voltada para oferecer melhores experiências ao usuário, a melhor opção depois dessa análise foi retirar o recurso automático.

É provável que ainda tenhamos várias mudanças ao longo de 2019. E vamos compartilhar tudo com vocês por aqui!

E para não perder o costume, o que achou dessa novidade do YouTube?