O Facebook lança mais uma novidade em sua plataforma. Dessa vez, a ideia é identificar notícias falsas por meio de mudanças nas regras da rede social, e promover, com isso, a redução do compartilhamento de publicações com informações não verídicas. Os administradores da página e produtores de conteúdo poderão ver, a partir de agora, quais e quantas mensagens se encaixam na categoria e, após isso, irão evitar que mais pessoas vejam esse tipo de informação.  

Fake News

Fonte: Pixabay.com

Como vai funcionar a identificação de notícias falsas

Se você é administrador de uma ou mais páginas, fique atento às mudanças nas regras. Agora, haverá uma espécie de aba, denominada de “Qualidade de Página”, onde terá uma lista com todos os posts que já foram feitos. Eles serão classificados em “Falsos”, “Mistos” e “Título falso”, conforme critérios de avaliação do Facebook.

Esse monitoramento é feito por agências de checagem. Antes, qualquer publicação suspeita era marcada como indevida sem nenhum tipo de aviso ao autor ou administrador da página. Dessa forma, fica mais fácil para que o autor consiga entender em qual parte do conteúdo ele pode ter inserido informações suspeitas.

Caso você seja um produtor de conteúdo no Facebook e deseja entender melhor como funciona esses critérios, antes mesmo de cometer o erro (mesmo que sem intenção), basta clicar aqui.

Facebook logotipo

Fonte: Pixabay.com

O Facebook e as falsas notícias

A proposta do Facebook, com as mudanças na regra de identificação e aviso de notícias falsas, é reduzir a quantidade de compartilhamento de mensagens que não devem ser repassadas. Com a medida, estas mensagens não serão removidas, mas haverá obstáculos para quem tentar compartilhá-las.

Segundo o Facebook, o desejo é que as pessoas comecem a ler com mais atenção os conteúdos que consomem e, a partir disso, passem a policiar seus comportamentos. Além disso, a ferramenta acredita que, dessa forma, os administradores e produtores de conteúdo passarão a ler como funcionam os padrões e regras da rede social.

Aqui no Brasil, o Facebook fez parceria com entidades de checagem de informações, que irão verificar a veracidade das informações e evitar a circulação de notícias falsas, diferentemente do que aconteceu nas Eleições em 2018.

E aí, amigo, será que a medida tomada pelo Facebook vai realmente evitar o compartilhamento de falsas informações na plataforma?