A seção de imagens do Google é bastante acessada todos os dias, onde milhares de pessoas vão atrás de fotos de seu interesse. Entretanto, há quem não goste muito desse conteúdo ser acessado tão facilmente, principalmente os profissionais e sites que trabalham com fotografias de alta qualidade.

Visando resolver esse problema, o Google decidiu fazer alterações no download de imagens. A mudança à primeira vista parece não ser tão grande, mas tem como objetivo principal dificultar o acesso das pessoas às fotos. Até semana passada o usuário fazia uma busca e em poucos cliques ele já poderia baixar a imagem.

google alteracoes download imagens

Mudanças na navegação do usuário

A principal mudança foi no botão “visualizar imagem”, pois a partir de agora ele não existe mais. Embora ainda seja possível fazer o download de imagens, o usuário terá que passar por mais etapas até conseguir finalizar a ação. A alteração vai afetar tanto quem navega por desktop como por smartphone.

Muitas pessoas já estão se frustando com a novidade, e é exatamente isso que o Google estava prevendo. A iniciativa partiu de reclamações daqueles que tinham fotos “roubadas” de seus sites sem o devido consentimento. Com a mudança é esperado que o número de downloads diminua, evitando assim mais problemas.

google alteracoes download imagens 01

Direitos autorais de imagens na internet

A principal reclamação dos profissionais que tinham as fotos roubadas era em relação aos direitos autorais, pois na maioria das vezes nenhuma menção a fonte era feita. O novo formato vai dar mais destaque ao botão “visitar página”, aumentando as chances do site ser visitado antes do download ser feito.

O Google espera que a mudança dê mais valor aos sites que disponibilizam imagens, além de diminuir o uso indevido desse material. Entretanto, os usuários já encontraram uma alternativa para fazer os downloads facilmente. É a extensão “View Image”, disponível para os navegadores Chrome e Ópera, que traz de volta o botão “visualizar imagem” no lugar do “visitar página”.

E aí, amigos, o que você acha dessa atitude do Google?