As últimas semanas não têm sido muito tranquilas para Mark Zuckerberg e seus funcionários. Em março, os jornais New York Times e The Guardian revelaram um esquema de uso indevido de dados dos usuários por parte da empresa Cambridge Analytica, companhia americana que trabalha com análise de dados e estratégia de comunicação.

Segundo as reportagens, a empresa usou indevidamente os dados dos cadastros feitos na rede social, inclusive utilizando as informações para segmentar anúncios na campanha eleitoral que elegeu o presidente americano Donald Trump. Esse fato foi suficiente para levantar suspeitas sobre a segurança dos dados pessoais de quem utiliza o Facebook, e o que a empresa tem feito para proteger o usuário.

crise facebook seguranca informacoes

O Facebook e a segurança de informações

Os jornais revelaram que aproximadamente 50 milhões de americanos tiveram seus dados utilizados indevidamente. Segundo uma ex-funcionária da Cambridge Analytica, até mesmo as fake news foram utilizadas pela empresa com o objetivo de influenciar a opinião dos eleitores em 2016.

A companhia usou questionários como estratégia para coletar as informações necessárias para a criação das campanhas online. Após as revelações, o valor do Facebook no mercado de ações chegou a despencar 8,1%, embora Zuckerberg tenha dito que o aplicativo responsável por roubar os dados dos usuário já tinha sido banido em 2015.

crise facebook seguranca informacoes 01

Resposta do Facebook

Com a publicação das notícias, o Facebook se viu obrigado a dar uma resposta aos seus usuários. Embora ele tenha demorado um pouco, a maneira escolhida para isso foi através da internet e de canais offline. No dia 25 de março, a empresa comprou páginas dos principais jornais dos Estados Unidos e Reino Unido para dar a sua versão da história.

Três dia depois, no dia 28, a rede social publicou no seu site oficial que está criando atalhos para que o usuário consiga proteger melhor suas informações, além de ter mais conhecimento sobre o que é compartilhado na rede. Com isso, vai ser possível controlar até mesmo a exibição de anúncios e quem tem acesso ás publicações do feed.

E aí, amigo, você acha que está seguro com as informações que compartilha no Facebook?