Após o Dia das Crianças, os varejistas já começam a se organizar para as festas de fim de ano, pois é nessa época que o setor mais fatura. Além da Black Friday, que já comentamos aqui, o Natal é uma festividade que movimenta bastante o comércio brasileiro, e após dois anos muito ruins, a expectativa para o segmento é que as vendas tenham um aumento de 4,3% nas vendas.

A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) fez uma análise de como será o período para os lojistas, e a previsão é de que além de ser boa para faturar, a época também vai ser boa para quem deseja garantir um lugar no mercado de trabalho. Segundo a confederação, os novos índices da economia vão favorecer a efetivação de trabalhadores temporários.

natal 2017 melhor comercio dois anos

Mais vendas para 2017

Diferente de 2016 e 2015, anos em que ocorreram quedas nas vendas no comércio, 2017 é aguardado pelas empresas para se recuperarem economicamente. E vários fatores contribuem para isso, segundo os especialistas. A inflação desacelerou, os juros também caíram e, consequentemente, teremos preços mais acessíveis para o consumidor.

Em relação ao mercado de trabalho, o que se espera é que as empresas contratem 9,6% mais trabalhadores do que o ano passado, com aproximadamente 73 mil vagas temporárias. Entre os segmentos que mais esperam contratar, estão vestuário e calçados (48 mil pessoas), hiper e supermercados (10 mil pessoas) e artigos de uso pessoal (8 mil pessoas).

natal 2017 melhor comercio dois anos 01

Empresas investem mais em 2017

Por esperarem que o Natal de 2017 seja bom, os comerciantes já começam a se movimentar para investir mais nesse ano. Além de estarem dispostos a contratar mais funcionários, há também uma maior preocupação em atrair a atenção do público, pois o mercado está cada vez mais competitivo.

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun, espera que as vendas nos shoppings do Brasil cresçam até 2% em relação ao ano passado. Já para o presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), a expectativa é que em outubro, novembro e dezembro o setor fature 5% a mais que o mesmo período do ano passado.

E aí, amigo, como sua empresa está se preparando para o natal?