No mundo de multiplataformas, móvel e regido por redes sociais no qual vivemos, os profissionais de marketing têm a seu alcance diversas opções sobre como e onde promover e anunciar produtos e serviços. Atrelado a métodos tradicionais, como publicidade impressa e marketing direto, há também o e-mail marketing, a publicidade online e diversos sites de mídias sociais (Facebook, Twitter, Youtube, dentre outros). Ah! E não vamos esquecer o mobile  marketing que é uma ferramenta também bastante eficaz atualmente.

 

Dicas-poderosas-para-uma-campanha-de-marketing-integrado

Quem já está no mercado há alguns anos e já teve o gostinho do fracasso pode, ao menos, testemunhar sobre o que “funciona” no marketing impresso, mas não funciona tão bem (ou não funciona de jeito nenhum) no marketing digital e/ou em mídias sociais – e vice versa.

 

Não existe uma fórmula “tiro-e-queda” para a criação e aplicação de uma campanha de marketing integrado vitoriosa, no entanto o que o Dig tem para compartilhar hoje são medidas que maximizam as chances de uma campanha campeã. Aqui vão sete dicas poderosas para sua campanha de marketing integrado.

#1 –  Conheça seu público-alvo detalhadamente

 

Não basta saber onde seu público-alvo está, ou seja, o conhecimento demográfico sobre seu consumidor. É importante também entender seus aspectos psicográficos (atitudes, comportamentos, hábitos e interesses) e, a partir daí, desenvolver mensagens direcionadas para esse público e definir objetivamente o(s) melhor(res) canal(is) de comunicação que será(ão) utilizados para atingi-lo. Faça a si mesmo ou a sua equipe de marketing as seguintes perguntas:

·         Quem é meu consumidor-alvo?

·         Qual é sua motivação?

·         Como ele prefere que eu me comunique com ele?

·         Quais jornais/revistas ele lê e quais sites ele visita regularmente?

·         Quais demais canais ele utiliza para obter informações?

·         Em quais redes sociais ele está presente?

·         Sobre o que ele está falando nessas redes sociais?

2#2 – Selecione seus canais

 

Sabemos do poder de propagação que o Facebook tem, mas sua empresa não é obrigada a estar lá se seu consumidor não procura você através desse canal. O mesmo serve para uma revistal “X” de grande circulação. Quando se perguntar “Quais demais canais meu consumidor utiliza para obter informações?”, leve em consideração as possíveis forças e fraquezas desses canais, isto é, as vantagens e desvantagens de utilizá-los para se comunicar com seu cliente.

 

Reflita de forma pragmática como os canais escolhidos irão efetivamente ajudar o seu negócio a atingir os objetivos desejados. Um conselho do Dig: vale mais a pena investir num canal que traz mais resultados e se comunica de maneira eficaz com seu público-alvo, do que estar em todos os sites e redes sociais só por estar.

 

 

#3 – Mantenha um visual consistente

 

Certifique-se de que sua identidade visual seja consistente. E quando eu falo de identidade visual, não me refiro somente à sua logomarca. É bem mais que isso. Sua identidade visual deve ser representada por um design que abranja imagem e sentimento, um estilo de fotografia e gráfico ímpares, cores e fontes que se comuniquem com seu produto e uma logomarca que faça com que seu consumidor reconheça você dentre as demais empresas. E tudo isso deve respeitar uma harmonia, onde o equilíbrio entre os elementos que constroem a sua marca seguem numa sintonia bem alinhada com sua identidade visual.

 

 

#4 – Crie conteúdos adaptáveis

 

É possível que seu consumidor leve um certo tempo para “enxergar” sua marca ou “perceber” a mensagem de uma campanha específica, portanto ponha em prática os 3 C’s das mensagens do marketing:

Comunicativaclara e sem palavras/ideias confusas

Convincenteinteressante e relevante para quem recebe a mensagem

Consistentereferente ao canal (seja e-mail, app, web, etc)

 

Cada conteúdo produzido – seja um post num blog ou um vídeo – deve ser capaz de se moldar para ser utilizado em outras plataformas. Por exemplo, você pode utilizar um case e inseri-lo na sua newsletter; ou postar um trecho desse case  no Linkedin; ou tuitar uma série de artigos relacionados a esse case  e por ai vai.

#5 – Certifique-se de que sua mensagem esteja integrada

 

Cada elemento da sua campanha de marketing deve ser ajustado a fim de atrair tráfego significativo para onde você quer que seu consumidor chegue. Esse “destino” pode ser um site (para compras, para solicitações ou inscrições, assinaturas de newsletter, etc) ou uma rede social como Facebook ou Twitter – visando engajamento na maioria dos casos. É sempre uma ótima ideia incluir links nas peças impressas que levem os receptores da mensagem ao ambiente online da campanha.

Lembre-se de utilizar URL’s e nomes de usuário o mais uniformes possível. Por exemplo: @MinhaEmpresa, www.minhaempresa.com.br, facebook.com/minhaempresa. A uniformidade também vale para as palavras-chave usadas durante sua campanha de marketing integrada.

 

 #6 – Mantenha todos da sua equipe de marketing sincronizados

 

Não importa se há 5 ou 50 pessoas em equipe trabalhando em projetos separados mas focando a mesma campanha de marketing integrado, todos devem estar sintonizados sobre o que está acontecendo ao longo da campanha. E essa sintonia pode ser alcançada através da realização de reuniões periódicas, por exemplo.

A internet nos presenteou com a quebra de barreiras geográficas e hoje é mais comum reunir pessoas online (através do Skype ou Hangouts) do que nunca. Aqui no Digaí fazemos isso o tempo todo e, mesmo que alguns de nossos colunistas estejam fora de PE e até mesmo fora do Brasil, conseguimos sempre nos manter sincronizados com os assuntos internos do blog, novas metas, novos projetos, etc.

 

Se sua campanha de marketing integrado agrega agências diferentes que estão desenvolvendo peças separadamente, delegue alguém para coordenar e monitorar os projetos, consolidar as informações e identificar possíveis desvios de objetivo.

 

#7 – Não se esqueça de monitorar sua campanha

 

Um aspecto importantíssimo para qualquer campanha de marketing integrado é definir quais métodos de monitoramento e análise serão empregados. Por quê? Porque assim você poderá realmente compreender como sua campanha está gerando conversões e alcançando resultados – e se os mesmos são satisfatórios ou dentro do esperado.

 

Quando sua campanha de marketing integrado envolve a utilização de cupons ou vouchers os quais devem ser trocados na loja ou em algum outro ponto onde a campanha esteja sendo realizada, é essencial que um sistema de rastreamento de utilização dos cupons/vouchers seja implantado. Esse sistema deve ser capaz de monitorar e informar a utilização individual de cada cupom, assim como onde e quando ele foi trocado. Esses dados – que podem ser organizados em forma de relatório ou gráfico – permitirão à equipe de marketing avaliar onde essas ações são mais eficazes.

 

 

Você já teve a oportunidade de montar uma campanha de marketing integrado? O que achou dessas dicas?

Comente aqui; queremos saber.

 

imagem/fonte: http://www.eyecomm.org