De acordo com portal INFO, 100 horas de vídeos são postadas por minuto.

 

Considerado uma das maiores plataformas de vídeos do mundo, o YouTube possibilita o compartilhamento de produção audiovisual para todo o planeta, além de possuir diversos sites e serviços acoplados que aumentam a sua popularidade e o número de visualizações.

 

 

new_youtube_logo_large_verge_medium_landscape  

 

 

 Serviços oferecidos no YouTube

 

 

You Tube Nation

 

O Vevo, site segmentado para exibição de videoclipes e shows, licenciou seu conteúdo para obter mais acessos, junto com a sua página oficial. Temos também o YouTube Nation, que reúne os melhores vídeos postados em programas que duram até cinco minutos e dão um destaque especial, com a apresentação do Jacob Soboroff de “HuffPost Live” e o YouTube Edu, que oferece vídeo-aulas para estudantes do ensino médio de todo o Brasil.

 

E pra você que curte games, existe o app da mídia social para Xbox One, para assistir os vídeos favoritos nas categorias de esportes e música.

 

 

O YouTube começou ganhando dinheiro?

 

No início não. Mesmo com várias utilidades, dando visibilidade para pessoas que querem mostrar o que sabem e empresas que precisam de um espaço para divulgar a sua marca, a mídia social não gerava lucro para seus desenvolvedores e muito menos para seus usuários. De acordo com o Portal R7, o site não gerava receita até 2010, sendo a única fonte de renda a publicidade do estúdio de filmes Metro-Goldwyn-Mayer e da TV norte-americana CBS.

 

Como ele passou a gerar receita?

 

O Google resolveu apostar no YouTube e começou a monetizá-lo, criando lucro a partir da publicidade inserida nos vídeos e sendo um dos maiores fornecedores de renda da internet. De acordo com o jornal português O Público, dois terços da faturação (7.298 milhões de dólares) do Google arrecadados no último trimestre do ano passado vieram da publicidade dos portais, como o YouTube.

 

No total, as receitas da companhia totalizaram 14.893 milhões de dólares (10.947 milhões de euros), mais 11,9% do que no mesmo período de 2012. O resultado líquido da Google subiu 36% no terceiro trimestre, atingindo 2.970 milhões de dólares (2.183 milhões de euros) graças às receitas de publicidade. Isso gerou uma estimativa de receita anual de U$ 3,5 bilhões de dólares, segundo dados do Jornal Folha de São Paulo.
Para se ter uma ideia, o cantor coreano Psy ganhou oito milhões de dólares com seu videoclipe “Gangnam Style”, segundo o Portal G1. Atualmente, o vídeo já tem quase dois bilhões de visualizações.

 

 

 Canais Pagos

 

 

Canais pagos

 

Produtores de conteúdo também tem a alternativa de cobrar assinaturas dos usuários seu canal. Conforme já discutido aqui no Digaí, os interessados podem pagar para visualizar os vídeos dos canais que acha relevante, aumentando a lucratividade do produtor. Para saber sobre essa forma de monetização do seu canal, clique aqui.

 

Os canais mais vistos e mais lucrativos

 

O Google Adsense, plataforma de anúncios que também já foi abordada aqui no Digaí, está sendo usado de forma massificada pelos internautas brasileiros. Já foram contabilizados pelo site Social Blade 100 canais que possuem em média de 50 a 200 mil visualizações por dia.
O canal de comédia Porta dos Fundos é o primeiro do ranking, com mais de 700 mil views diários, e mais de 7 milhões de inscritos. Tudo isso gera lucro em torno de U$ 305 mil por mês, segundo o portal Olhar Digital, sendo a maior parte do lucro com o esquema de publicidade do YouTube. Confira o ranking dos canais mais vistos e com maior número de inscritos abaixo:

 

 

Social Blade

 

 

Quer ganhar dinheiro com seu canal no YouTube? Pois o consultor Felipe Pereira vai dar algumas dicas para você que precisa monetizar os seus vídeos. Digaí, Felipe!

 

 

Como se ganha dinheiro no Youtube?

 Google-Adsense

 

A forma mais comum de ganhar dinheiro com o Youtube é com o Google Adsense. Esse é um serviço do Google em que podemos veicular anúncios em uma mídia nossa (blog, portal ou canal no Youtube) e somos remunerados por isso.
Quando uma empresa anuncia no Google Adwords, ela paga um valor ao Google. Quando o anúncio é veiculado um canal do Youtube que é afiliado ao Google Adsense, parte desse valor é repassado ao proprietário do canal.
A receita obtida dessa forma está diretamente ligada à audiência do canal. Quanto mais anúncios forem visualizados pelo público, maior será o faturamento.

 

Se você quer saber mais detalhes sobre como gerar renda através do seu canal e se tornar um grande YouTuber, vale a pena conferir o e-book “7 Lições Que Aprendi Com Os YouTuber De Sucesso”, escrito por Felipe Pereira. Lá, ele mostra os canais brasileiros mais famosos e faz uma análise sobre o que levou cada um deles a chegar ao topo!

 

Da mesma forma, neste vídeo dele, ele explica as 3 diferentes formas de se gerar receita através do seu canal, de uma maneira bem detalhada. Vale a pena conferir e começar a investir na sua escolha:

 

 

Como ter muita audiência em seu canal e gerar receita?

 

 

A seguir, estão algumas dicas para você ter um canal de audiência e aumentar seu faturamento com o Youtube:

 

#Dica 1: Escolha do Nicho

Você precisa escolher um nicho que possua muitas pessoas e anunciantes interessados nele. Caso o nicho que escolha tenha pouca audiência, os anúncios serão visualizados poucas vezes e, consequentemente, a receita será pequena. Caso o nicho tenha poucos anunciantes interessados, você pode até ter audiência, mas não veiculará anúncios.

Para escolher o nicho, priorize aqueles de que você gosta, analise os canais mais visualizados e utilize o planejador de palavras-chave do Google Adwords.

 

#Dica 2: Compreenda seu público

Entenda que tipo de conteúdo mais interessa a seu público. Há pessoas que se interessam por vídeos mais longos, enquanto outros preferem vídeos mais curtos. Alguns nichos são caraterizados por vídeos com conteúdo mais denso, enquanto outros são mais leves.

Entregar o que seu público quer é imprescindível para ter audiência. Isso inclui tanto o conteúdo, quanto o formato e duração do vídeo.

 

#Dica 3: Otimize seus vídeos

Além de escolher um bom nicho e produzir o conteúdo que seu público deseja, você precisa otimizar seus vídeos para que eles sejam encontrados.
Isso pode ser feito através da utilização de palavras-chave associadas ao conteúdo do vídeo no título, descrição, tags e anotações do próprio Youtube. Além disso, analise as tags utilizadas por vídeos que possuem muita audiência e as utilize nos seus próprios vídeos. Isso aumentará a chance de que seu conteúdo seja indicado para o público que assistir aos líderes de audiência.

 

#Dica 4: Estimule o engajamento

Quanto mais assinantes, comentários e likes, maior a relevância de seu canal e vídeos para o Youtube. Desse modo, você precisa estimular o engajamento de seu público.
A melhor forma de fazer isso é pedindo. Desse modo, ao final do vídeo, solicite que se o expectador gostou do vídeo, ele assine o canal, curta e deixe seu comentário.