Conforme o marketing de conteúdo vem se popularizando como novo nicho de trabalho – bastante rentável, por sinal – para profissionais de Letras, Jornalismo e inúmeras áreas afins, uma massa de redatores freelancers tem sido constituída web afora.

 

Porém, enquanto para alguns redatores notívagos a produção de conteúdo signifique reconhecimento e valorização da escrita, para outros, a atividade não passa de um reforço no orçamento, o que gera uma série de distorções administradas diariamente por revisores e analistas de qualidade.

 

Neste post, eu listei os 7 pecados capitais do redator freelancer que tenho observado ao longo de 2 anos trabalhando diretamente com eles e como um deles. Confira:

 

 

1- Vaidade

 

redator-freelancer-digai

 

 

A vaidade é definitivamente o pecado favorito do Advogado do Diabo, e também de muito redator freelancer, infelizmente. A começar pelo fato de que muitos não se conformam em não “assinar” posts. Afinal, assim que são aprovados pelo cliente, os posts passam a ser dele, para usar como quiser.  Fazer o que, há quem valorize mais o portfólio do que qualquer coisa no mundo…

 

 

2- Preguiça

 

redator-freelancer-digai

 

 

O que parece ser uma renda fácil, na verdade, exige muito empenho de todo e qualquer redator freelancer. É comum ignorarem os links de referências e, muitas vezes, até mesmo a pauta, entregando um texto superficial e sem pesquisa alguma por pura preguiça de ler e estudar mais sobre o assunto. Isso quando não recorrem ao velho CTRL+C CTRL+V na maior cara de pau, né?

 

 

3 – Ira

 

redator-freelancer-digai

 

 

A ira é irmã da vaidade e se manifesta na mesma proporção em que textos são rejeitados por clientes e revisores. Assim que percebe o pedido de refação na caixa de entrada, o redator freelancer, acometido pela ira, toma dois caminhos possíveis: ou se recusa a realizar as alterações requisitadas, abandonando o job, ou faz tudo com má vontade, xingando muuuuuito os demais envolvidos na tarefa. Ambas atitudes podem resultar no fim abrupto da carreira de freelancer. #ficaadica

 

 

4 – Avareza

 

redator-freelancer-digai

 

 

Deslumbrados com a possibilidade de engordar o extrato bancário no fim do mês, é comum redatores freelancers de primeira viagem se sobrecarregarem de textos para entregar a toque de caixa. Porém, a não ser que seja feito um planejamento para dar conta de tantas tarefas, a sobrecarga acaba prejudicando prazos e comprometendo a qualidade do trabalho.

 

 

5 – Soberba

 

redator-freelancer-digai

 

 

O soberbo talvez seja o redator freelancer mais difícil – ou impossível – de lidar. Ele não aceita dicas, sugestões e muito menos conselhos de quem quer que seja, muito menos revisores. Ignoram pautas e referências e tiram da própria cachola o que acham que deve ser escrito. E ai de quem discordar!

 

 

6- Inveja

 

redator-freelancer-digai

 

 

Embora seja mais difícil de ser detectada, a inveja é um pecado bastante comum entre os redatores freelancers, principalmente no trato diário com os seus revisores. Inconformados com modificações em seus textos e a posição de freelancer, muitas vezes os redatores partem para o boicote aos revisores, tentando deixá-los em maus apuros com os supervisores para, quem sabe, garantir a vaga deles num belo dia.

 

 

7- Luxúria

 

redator-freelancer-digai

 

 

A luxúria é o pecado favorito do redator freelancer que está mais interessado em ser admirado por meio do seu talento na escrita. Com textos prodigiosos que, muito antes de realizar os objetivos da tarefa de atração de visitantes, encantam e seduzem revisores e clientes, eles querem ser, acima de tudo, amados.

 

 

redator-freelancer-digai

 

 

E então, o que achou dessa lista? Mais familiar do que deveria? Conta pra nós suas impressões nos comentários!

 

Ah, sim: esse post teve a colaboração especialíssima da revisora e analista de qualidade ISADORA BRITO. Deem uma olhada nesses textos bacanas que essa jornalista tem escrito sobre a sina de escrever para a web por aí e até a próxima!