Se você tem um blog ou escreve para mídias sociais, provavelmente já passou por aquele momento em que não fazia a mínima ideia do que ia escrever no papel ou na tela do computador.

 

A tal da “Síndrome da Folha em Branco”. Aquele momento em que você achou que não tinha nenhuma criatividade.

 

Há quem considere a criatividade um atributo para poucos. Felizmente, isso não é verdade. A criatividade é para todos e pode ser melhorada através de treino.  Então, vamos treinar?

 

“O gênio é composto de 1% de inspiração e 99% de transpiração”.

Thomas Edison

 

Para começar: se comprometa com a qualidade do conteúdo, mas deixe de lado o excesso de autocrítica, ok? É hora de desbloquear a mente e deixar as ideias fluírem.

 

Primeiro Passo: Reflexão e envolvimento com o assunto

 

Reflita sobre o assunto a ser escrito. Pesquise várias fontes. Responda a perguntas do tipo: O que já foi dito? O que é relevante dizer? Qual a minha visão sobre este assunto? O que há de novo?  Reúna o máximo de informações possíveis.

 

Segundo Passo: Desligamento

 

Agora que você já tem informações e dados reunidos sobre o assunto, é hora de desligar. Vá tomar um café, dar uma volta, dormir. Enfim, vá fazer outra  coisa. Se quiser, deixe a ideia lá até por alguns dias. Este é o momento da incubação no seu inconsciente, que continua trabalhando no assunto mesmo sem você perceber.

 

Terceiro Passo: Aquecimento

 

Aqui é o momento de retomar o processo criativo. Hora de buscar as ideias incubadas. Para aquecer, lembre-se do assunto e tome nota de qualquer palavra que vier à mente. Tudo o que vier relacionado a ideia central desenvolvida no primeiro passo. Liste as palavras que surgirem e escreva algo sobre elas. Não se preocupe com a forma do texto, apenas escreva.

 

Quarto Passo: Iluminação

 

Quando suas ideias fluem melhor? Tem gente que pensa melhor na hora de levantar da cama. Alguns, enquanto dirigem. Outros dormem com um caderninho na cabeceira porque suas melhores ideias acontecem de madrugada. Descubra e explore o seu melhor momento.

 

Quinto Passo: Elaboração

 

Pronto! Hora de transformar a ideia em ação. Tirar da mente e passar para o papel ou para a tela do computador. Torná-la útil aos outros. Não restrinja sua imaginação: escreva. Não corte nada. Deixe a edição para o final. De preferência, rascunhe no papel. O computador estimula o perfeccionista em nós e acabamos editando sem nem ao menos concluir o raciocínio. Escreveu tudo? Agora sim, pode editar.

 

Quanto mais você der atenção a esses cinco passos do processo criativo, melhor ele ficará. Perca o medo da “Síndrome da Folha em Branco”. Quanto mais você treinar, mais fáceis as coisas vão se tornar.

 

Leia o máximo que puder. Preste atenção ao que acontece ao seu redor.  Adquira o hábito de anotar suas ideias e pensamentos. Anote num caderno. Mesmo que não faça muito sentido no momento. Você vai querer usar estas anotações depois. Escreve isto. 🙂

 

Será ótimo se você escrever todos os dias. Escreva entre 100 e 500 palavras, pelo menos. Comece hoje e você verá um progresso significativo em seis meses! A melhor maneira de melhorar o processo criativo é praticando mesmo. Então comece logo.

 

Pra te ajudar, veja só esta folhinha para anotar suas ideias e treinar. É para fazer o exercício e começar, ok?

 

questionario