Criar conteúdo útil e relevante é essencial, mas não é suficiente para atrair leitores na web.  O que mais você pode fazer?

 

Neste texto, vou te dar algumas dicas de webwriting para a formatação da sua mensagem. Depois de passar pelos cinco passos do processo criativo da escrita, é hora de partir para a anatomia de um post perfeito.

 

Inspirada pelo livro “Regras de Conteúdo” da Editora Alta books, adaptei um template para o meu próprio uso, aplicando algumas regras de redação para internet.  Acredito que  possa ser útil a você. Veja só:

 

 

1. Título do Post

 

Para despertar o interesse, use termos objetivos, seja claro e chame a atenção.  Dê preferência a títulos curtos, que não ultrapassem oito palavras.

 

 

2. Primeira Sentença

 

Pronto! Depois de despertar o interesse com o seu título, seu leitor chegou até aqui. Ele tem pressa e está a um clique de sair do seu site. Hora de agarrá-lo.

 

Para isso, você deve entregar de bandeja o resumo da informação principal.  Em vez de fazer suspense, dê ao leitor algo em que pensar.

 

 

3. Próximo(s) Parágrafo(s)

 

Se você convenceu seu leitor a continuar a leitura, ótimo! Agora é o momento de explicar e detalhar as ideias propostas em seu post, da melhor maneira possível.

 

Pense em qual é o melhor modo de passar sua mensagem. Será que ela não ficaria melhor em vídeo?  É uma alternativa que tem feito sucesso na rede.

 

Se você estiver transcrevendo dados,  imagine transformá-los em tabela ou gráfico. A regra é facilitar a vida de quem lê.

 

Invista em uma imagem impactante.  É clichê, mas funciona: “uma imagem vale mais do que mil palavras”.  Posts com belas imagens são mais lidos.

 

Proporcione a leitura escaneada. Utilize negrito em palavras ou frases importantes, sem abusar. Quando tiver blocos grandes de texto, quebre em subtítulos. Se for conveniente, utilize listas com marcadores ou numeração, conforme este exemplo abaixo.

 

Lembre-se de considerar:

 

  • O uso de vídeos;

 

  • Tabelas ou gráficos para descrever dados;

 

  • Imagens Impactantes;

 

  • Subtítulos;

 

  • Listas com numeração ou marcadores como esta.

 

4. Penúltimo Parágrafo

 

Aqui é a conclusão que pode ou não ser o penúltimo parágrafo.  Gosto de mantê-la aqui  para ser  o mais clara possível e dar destaque para a próxima e última parte.

 

 

5. Último Parágrafo

 

Esta é uma das partes mais importantes do seu texto. É a chamada para a ação ou a call-to-action. Ela é fundamental. Qual o seu objetivo com esse post? Você precisa fechar sua mensagem com pelo menos uma chamada para o que deve acontecer a partir da leitura do seu material. Nem que seja somente um convite para um comentário.

 

 

Para finalizar, lembre-se também de incluir opções de compartilhamento de sua mensagem em outros meios. Enfatizo que não existe um único tipo “certo” de post e a ideia aqui é manter o caráter humano do seu, ok? Utilize as regras, mas se necessário, altere a forma. Lembre-se: o texto deve sempre conversar com o leitor.

 

Você acha que este modelo pode ser útil a você? Me escreva aqui nos comentários.