Marketing pessoal é quando você promove a sua imagem para influenciar o modo como as pessoas o veem.  Marketing empresarial é a versão de promoção da imagem para empresas.

 

No momento em que vivemos, não dá mais pra dissociar qualquer um dos dois do Marketing digital.

 

Já deu pra ler no Digaí aquiaqui e aqui o poder que as redes sociais têm. Mas se fosse fácil mesmo se promover nos meios digitais, não teria tanta gente caindo nas armadilhas por aí, não é verdade? Então, que tal uma forcinha com dois exemplos (um de marketing pessoal e outro de marketing empresarial) de como destruir sua vida (ou da sua empresa) em 30 segundos?

 

little_bomb_twitter

 

 

 

Justine Sacco e sua brincadeira sem graça

 

 

Tweet de Justine Sacco

Reprodução da Internet

 

Não. Justine Sacco não foi a primeira e nem vai ser a última pessoa ou empresa (infelizmente) a destruir sua vida através das redes sociais, mas ela merece uma menção honrosa pela forma como ela conseguiu errar tanto em apenas 140 caracteres.

 

No dia 20 de dezembro (última sexta-feira) Justine, Diretora de comunicação com pouco mais de 200 seguidores no twitter, da InterActive Corp – IAC que controla sites como o Vimeo, postou (tradução livre):

 

“Indo pra a África. Espero que eu não pegue AIDS. Só brincando. Eu sou branca!”

 

Justine conseguiu: 1) Ofender um continente inteiro; 2) viajar para lá ficando off-line tempo suficiente para causar um estrago enorme; 3) Ser insensível com respeito a um assunto sério e de preocupação mundial; 4) Ser extremamente preconceituosa ao insinuar que “gente branca não pega AIDS” e, como se não fosse ruim o bastante 5) só pediu desculpas dois dias depois de não dar nenhuma satisfação a respeito.

 

Algum dos seus seguidores fez esse tweet chegar ao BuzzFeed e a hastag #HasJustineLandedYet se espalhou a ponto de ficar mais popular do que o Justin Bieber ao buscar por “Justin” na rede social. Além de virar motivo de piada e indignação, o que Justine conseguiu mesmo foi ser demitida pela IAC que considerou a gafe “uma falta injustificável”.

 

AT&T e seu tributo interesseiro

 

O tributo da AT&T

Reprodução da Internet

 

A AT&T postou um tweet com a imagem de um celular da Blackberry com dois focos de luz que, claramente, representam as torres do World Trade Center e a frase “Nunca se esqueça”. As pessoas consideraram que a empresa estava usando uma tragédia para se promover, o que “forçou” a empresa a retirar rapidamente a imagem e fazer um pedido de desculpa, justificando que a ideia era fazer um tributo às vitimas.

 

Bom mesmo é lembrar que todo mundo está vendo o que você publica nas redes sociais. Se você representa uma empresa, já pensou em testar o que você pretende publicar com pessoas que representem seu público-alvo? Se você é uma pessoa, antes de publicar qualquer coisa, pergunte-se: quem pode se ofender com isso? Se você achar que vale a pena comprar a briga…

 

E você, o que acha desses casos? Consegue lembrar de outros?