Irreverência, criatividade, bom humor (ou mau humor)  e senso crítico ao extremo, a esta combinação acrescente leitores crédulos de diferentes perfis e repertórios. Os resultados, por vezes surpreendentes, são milhares de compartilhamentos, comentários hilários, extremistas, indignados e, muitas vezes, até ameaças. Diante do cenário propício, os sites de notícias fakes continuam se multiplicando e fazendo “vítimas”, quer dizer, dando o que falar.

 

 

Se em uma semana Suzane Richthofen vira pastora e é eleita presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, em outra, o cantor Belo é anunciado como o novo vocalista da banda de rock Sepultura.  Com isso, as redes sociais são invadidas por compartilhamentos não apenas para dividir boas risadas, mas como verdades absolutas e, o mais interessante, boa parte advindos de pessoas teoricamente esclarecidas.

 

 

belo

 

 

Mesmo depois de horas online e os sites informando que as notícias são falsas, muitos são os crédulos leitores que, sem checar a fonte, fielmente compartilham e comentam. O curioso fenômeno é que a propagação das notícias não ocorre por simples brincadeira ou com a intenção de trollar os amigos, mas porque as pessoas acreditam e se manifestam aprovando, ou não, o que é divulgado.

Uma notícia que provocou verdadeira onda de comentários, protestos e previsões apocalípticas, foi compartilhada por um personagem de destaque no meio cristão. Segundo o post, uma empresa americana estaria produzindo filmes eróticos gospel. Hã?! Como assim?! Isso mesmo, a notícia provocou indignação não só no meio evangélico, mas serviu de motivo para diversas piadas.

sexoevangelico1

 

Quando li, a luz de alerta foi acionada: Mais uma noticia fake em menos de uma semana provocando imenso barulho? Hora de buscar as fontes! Para a minha surpresa, inúmeros blogs e sites estavam reproduzindo e comentando o fato e, os mais indignados, relacionavam a notícia a Sodoma e Gomorra.  Outro site não se conteve e adicionou um vídeo com um suposto pastor tecendo comentários mais absurdo que a própria notícia. Bom, o que o administrador do referido site, talvez na tentativa de “sair na frente”, não se deu conta é que o vídeo faz parte de um canal que possui imenso acervo de notícias fakes, cujo alvo é o público evangélico.

Voltando à pesquisa, encontrei a mesma  notícia publicada em 2008 em diversos sites.  Acompanhem o meu raciocínio, se há 5 anos já se falava sobre o assunto, porque a megaprodução ainda não chegou às telas? E os produtores? Não localizei nem o trailler do filme, mesmo assim não desisti e cheguei ao site que originou a notícia e lá não havia nada que comprovasse a veracidade dos fatos.

 

gospel

 

Pelo que consegui apurar, a informação partiu do site “Sex in Christ” que, como podemos observar, não consta os registros dos responsáveis ou autores, apenas o que denota é que, também, trata-se de mais um site que tem nos cristãos e evangélicos, os seus  principais alvos de trollagem. 

 

Mentira x Verdade

É sabido que os sites de notícias fakes são criados sim, muitas vezes, como forma de protesto e visa promover o desenvolvimento do  senso crítico, além de proporcionar momentos engraçados, papel social este, cumprido com louvor.  No entanto, muitos sites ditos de notícias sérias não têm cumprido com o mesmo louvor o papel ao qual se propõem, tendo em vista que os seus administradores, muitas vezes, propagam as informações como verdades irretocáveis, fato inadmissível uma vez que, a base do jornalismo sério e isento, consiste em checar as fontes e trabalhar unicamente a verdade. Contudo, depois que uma informação “cai na rede”, notas assumindo o erro nem sempre são eficazes, pois diante da quantidade de notícias produzidas a cada milésimo de segundo, provavelmente o mesmo leitor que compartilhou, não voltará para ler os pedidos de desculpas ou esclarecimentos.

 

livresdt

 

Fiquem espertos 

Com a popularização das redes sociais, os sites de notícias fakes também se multiplicaram na mesma proporção e, assim, os “riscos” de cair nas pegadinhas também. Para ajudar os incautos internautas, listei alguns dos mais populares.

O Sensacionalista –  O Sensacionalista, segundo a própria apresentação, é dedicado ao humor. Criado pelo roteirista e jornalista Nelito Fernandes, as notícias fictícias são baseadas, ou não, na realidade. “Nosso objetivo é um só: fazer sorrir. O Sensacionalista não se dedica a espalhar boatos e nem notícias falsas na internet. Infelizmente, alguns veículos inadvertidamente acabam reproduzindo nossas notícias como se elas fossem reais”.  Hoje o site é produzido por Vinícius Antunes e Nelito Fernandes.

Kibe Loco 2030 – Só com notícias do futuro;

G17 – Inspirado no portal do G1;

O Bairrista – Ironizando o egocentrismo gaúcho;

Meiu Norte – Paródia do jornal piauiense “Meio Norte”.

Diante de tantos sites criativos, a minha curiosidade seguiu na contramão. Pensando nisso, nada mais indicado do que conhecer a opinião dos que administram, escrevem, editam e viajam nas notícias fakes.  Depois de algumas tentativas, consegui uma entrevista com os responsáveis por um dos mais famosos sites de notícias fakes da cidade – quiça do estado ou do mundo – o Diário Pernambucano.  

Bom, mas isso a gente confere em um próximo post. Até lá!