O Facebook publicou recentemente uma alteração na política de distribuição de vídeos na plataforma.

O objetivo é valorizar aqueles vídeos que são feitos diretamente na plataforma (como as lives) ou originalmente postados nela.

A promessa para os próximos meses é de que a empresa comece a colocar em prática as novas normas para valorizar vídeos originais, com conteúdo relevante e alto engajamento.

Facebook Audiência

Fonte: Pixabay.com

As novas regras de rankeamento

Com a ideia de valorização de conteúdo, o Facebook divulgou alterações em três setores:

Originalidade: Vídeos autênticos, segundo o Facebook, são aqueles que demonstram os valores da empresa que o divulga. Ou seja, materiais com conteúdo relevante e específico.

Outro critério para rankeamento baseado na originalidade é a divulgação de conteúdo que não foi redirecionado de outras fontes ou não usa imagens que possam ser facilmente encontradas em outros locais do Facebook.

Visualização e duração do vídeo: As mudanças também favorecem os vídeos que possuem maior engajamento, como discussões saudáveis nos comentários ou muitos compartilhamentos. Também marca pontos se os espectadores o assistem até o final!

A duração é outro critério para ficar atento. Vídeos com pelo menos três minutos terão mais chances de subirem no ranking da página.

Fidelidade: A rede social definiu critérios para favorecer vídeos que são muito repetidos e buscados pelas pessoas. Quanto mais o público interage com uma página, maiores as chances dos vídeos serem mais distribuídos.

Estratégias para subir no ranking

Para auxiliar os criadores de conteúdo, o Facebook divulgou algumas estratégias para melhorar o rankeamento dos vídeos:

• Criar vídeos longos que façam as pessoas assistirem até o final;
• 
Não utilizar imagens estáticas;
• 
Inspirar discussão nos comentários;
• 
Para vídeos monetizados, inserir o anúncios após o primeiro minuto de duração.

E aí, amigo, preparado para as novas regras?