As pessoas estão cada vez mais desconfiadas daquilo que veem na internet, e isso tem refletido nos conteúdos publicados pelas empresas. Isso é o que diz um estudo da Global Connected Life, da Kantar TNS, empresa especializada em acompanhar o comportamento do consumidor no ambiente digital.

Segundo a pesquisa, a população brasileira é a que passa mais tempo conectada na internet, com média diária de oito horas, três a mais que a média mundial. Essa proximidade com as marcas ajuda no relacionamento das empresas com seu público, mas a resistência das pessoas vem aumentando cada vez mais.

população brasileira desconfiada conteúdo redes sociais

Resultados da pesquisa 2017

Os resultados da pesquisa mostram que os avanços da tecnologia e sua aplicação no ambiente virtual ainda dividem opiniões. Enquanto 40% das pessoas dizem estar satisfeitas ao interagirem com um robô em algum site para ter respostas mais rápidas, por exemplo, 41% revelaram ser contra essa forma de relacionamento.

Por mais que a tecnologia tenha o objetivo de facilitar a vida das pessoas, os entrevistados revelaram que em alguns momentos se sentem invadidas. Além disso, 39% dos brasileiros disseram que passam muito tempo utilizando o celular mais do que deviam, e esse valor ainda é maior entre os jovens (49%).

população brasileira desconfiada conteúdo redes sociais 01

Desconfiança no conteúdo

A pesquisa mostrou que o público está cada vez mais desconfiado sobre a veracidade das informações que aparecem nas redes sociais, e muitos consideram boa parte dos conteúdos de baixa relevância. O brasileiro também está acima da média no quesito confiabilidade, pois 52% consideram que os conteúdos publicados nas redes sociais não passam credibilidade, 17% a mais que a média mundial.

Alguns usuários se mostram bastante preocupados em relação à quantidade de dados que as empresas têm de toda população. Mas, aparentemente o brasileiro não está muito apreensivo quanto a isso, pois 49% prefere comprar em e-commerce através de smartphone, dispositivo que oferece uma segurança menor que o desktop.

E aí, amigo, comente aqui abaixo o que você achou do resultado da pesquisa.