Harvey Specter é como um super homem do Direito. Nunca perdeu um único caso que seja e, mesmo fictício, sua atuação na série Suits com parceiros como Mike Ross pode nos ensinar muito e trazer lições valiosas para nossas relações com clientes e colegas.

Sem mais delongas, vamos ver quais são essas lições? [ALERTA: certamente contém SPOILERS, abaixo teremos imagens de episódios de diversas temporadas e fatos da série que irão acontecer em algumas temporadas]

Harvey Specter

#1 Imagem é algo que importa

Ao iniciar no emprego com ternos baratos, Mike Ross recebe um auxílio paletó de Harvey pois a dupla não seria respeitada pelos clientes.

Gestores descolados, empregados sem dresscode. Não se engane. Isso já é um dresscode. Aliás, esta expressão remete diretamente a um ditado: a primeira impressão é a que fica. Sim, investidores observam isso, clientes observam isso. Garanto a vocês que esse empreendedor de sucesso admirado que se veste como um adolescente estava com roupa social nas reuniões com os investidores. Então, cada função com seu decoro, fique atento.

Donna Suits

Divulgação USA Network

#2 Títulos valem, porém ações podem valer muito mais

Mike Ross conseguiu convencer um dos maiores advogados de NY a contratá-lo provando para ele um dom muito valioso: nunca se esquecer o que lê e entender e aplicar isso de forma magistral, com estratégias matadoras.

Donna é uma talentosa secretária jurídica que lê muito bem as pessoas e prevê o que precisa acontecer em seguida.

A lição é simples: a sua obra diz muito mais de você do que suas palavras.

Mostre do que é capaz, mostre o que você já fez de bom, o que você gosta de fazer, o que você faz com paixão deve ser seu cartão de visitas. Isso vale muito no meio corporativo, de empreendimentos, de Marketing.

Donna pede um favor

Divulgação USA Network

#3 “Favores” no mundo profissional

Na série é explícito que profissionais devem entregar algo valioso se querem algo de outro profissional. Ou ficam as condições “você me deve uma”, “eu te devo uma”.

É isso mesmo. A gentileza que pedimos aos familiares e amigos que não precisam de algo em troca deve permanecer assim, em âmbito pessoal.

Quando um colega pede uma ajuda trabalhamos para entregar algo valioso para que certa demanda possa ser solucionada. Nada mais natural que quando você precisar da especialidade daquele amigo, que você peça. Assim como ajudá-lo quando ele pedir.

Colegas se ajudam, são gratos, confiam uns nos outros. E quando dedicam tempo fazendo algo em que são especialistas ou não para ajudar, isso é muito valioso. Valorize e retribua!

Donna Suits

Divulgação USA Network

#4 Os fins não justificam os meios

Diferente do que o filósofo disse, passar com um rolo compressor sobre obstáculos traz um ônus muitas vezes caro demais a pagar. Temos inúmeros exemplos de atuações nefastas ou inescrupulosas na série que conquistaram objetivos mas por pouco tempo. Avalie se você faria isso com você mesmo e pense na próxima lição.

Na série, Mike e Harvey tem uma consciência com vida própria e ela se chama Donna, a secretária que entende e mantém a equipe em sinergia, custe o que custar, alertando para quando algum deles cruza essa linha.

Nós não temos uma Donna à disposição, mas nossa consciência sabe dizer direitinho quando estamos para cruzar os limites da honestidade, ética e honra.

Harvey Specter Suits

Divulgação USA Network

#5 Pra toda ação há uma reação

Na série vemos tomadas agressivas de empresas, advogados e profissionais que experimentam consequências às suas ações. Assim é o mundo corporativo. A ação que você comete e impacta na atuação de outros profissionais certamente terá uma reação.

Por isso estão sendo procurados como jóias raras os profissionais com inteligência emocional. Saber o que fazer, prever consequências, entregar constância e serenidade vale ouro.

O remédio? Se conhecer e estar preparado para momentos em que se passa por cima do orgulho quando erramos.

mundo corporativo Suits

Divulgação USA Network

#6 Liderança é exemplo

Harvey se impõe muito bem em todas as ocasiões como o lado que ensina através de ações próprias e nunca fazem por ele. Mas com ele.

Seu nome está na porta da empresa porque sua fama como negociador faz com que os clientes os procurem. Ele sempre fará o que tiver de fazer para ganhar (se o cliente estiver sendo honesto), até mesmo pedir desculpas.

Mike ama Rachel

Divulgação USA Network

#7 Temos realizações muito pessoais

Por último, mesmo implacáveis, muitas vezes agressivos, se tem algo em comum a todos os personagens é que cada um conquista realização pessoal de uma maneira própria e, invariavelmente, isso faz com que eles sejam forçados a não se adequar ao que a vida profissional pede.

Todos fazem concessões para serem felizes de verdade ou ao menos fazer quem amam felizes de verdade.

Se conhecer é um caminho obrigatório para quem deseja atuar como um profissional realizado.

 

Você já assistiu todas as temporadas? Vê mais lições valiosas na série? Conta pra gente!