No post de hoje, vou falar sobre Marketing de Afiliados, algo relevante tanto para quem tem audiência na Internet (podendo ser blogs, fan pages ou listas de e-mail), quanto para quem vende produtos e serviços online (seja startups, lojas virtuais ou criadores de ebooks e cursos online).

 

Esse tema é bastante forte e difundido no exterior, mas no Brasil, apesar de ser utilizado há vários anos, só agora tem tomado força. Você pode assisti-lo em vídeo ou continuar a leitura em texto! 🙂

 

E se você tem interesse em um bom curso sobre o assunto, não deixe de conferir esse post!

 

 

 

 

Como funciona o marketing de afiliados?

 

O Marketing de Afiliados uma estratégia ao mesmo tempo de divulgação/promoção e uma estratégia de monetização.

 

Vamos supor que eu tenho um blog e que eu tenho várias pessoas interessadas em um determinado tema, por exemplo, em cães. E além disso, eu tenho um conhecido meu que produz cursos online sobre cães: como você adestrar seu cão, como você treinar agility com seu cão e assim por diante.

 

Eu posso divulgar os produtos dessa pessoa e ganhar dinheiro a partir da promoção desses produtos para minha audiência, sendo comissionado pelas vendas que eu gerar. Isso é marketing de afiliados.

 

Papeis do marketing de afiliados

 

No marketing de afiliados, há três papéisum papel é o produtor/lojista/vendedor. Ele é um e-commerce, um produtor de curso online, de ebooks ou uma startup que está oferecendo algum serviço online ou divulgando algum produto na internet em busca de clientes.

 

O segundo pilar do programa de afiliados é o promotor ou afiliado. Ele vai divulgar os produtos do produtor ou do lojista para os consumidores, que correspondem justamente ao terceiro pilar.

 

A partir do momento em que um cliente compra um produto do lojista através do afiliado, o intermediário é remunerado por isso. Ele ganha um percentual das vendas que foram geradas por ele.

 

Se você deseja aprender a se tornar um bom afiliado, eu apresento um bom treinamento nesse post.

 

Os dois lados da mesma moeda

 

O marketing de afiliado pode ser visto como duas estratégias distintas.

 

Para o lojista ou infoprodutor, o marketing de afiliado é uma estratégia de comunicação e divulgação. Para vender seu produto, ele poderia fazer anúncios no Facebook Ads, no Google Adwords, ou em outra plataformas de anúncios. Mas ao invés disso, ele vai trabalhar com afiliados como mais um canal de comunicação com seu público.

 

Do ponto de vista do afiliado, do blogueiro, do proprietário de um fan page, estamos falando aí de uma estratégia de monetização. Nela, essa pessoa que detém uma grande audiência que confia nela vai ser monetizado pelas indicações que ela fizer. E para o cliente que está lá na ponta, ele vai estar consumindo produtos que foram indicados por esse afiliado.

 

Quem ganha com o marketing de afiliados?

 

Nesse jogo, as três partes ganham. O produtor tem acesso a um mercado que ele não tinha anteriormente. O afiliado consegue monetizar sua audiência, ganhando dinheiro pelas recomendações que ele faz.  E o cliente tem acesso a vários produtos e serviços de qualidade, que ele de repente não conheceria se não existisse o afiliado.

 

Nesse jogo, há uma parceria entre o produtor/lojista e o afiliado. O afiliado envia tráfego para o produtor/lojista e ele faz a venda dos produtos para esse público. E aí eles atuam em conjunto para gerar negócios, para gerar vendas, através da internet.

 

Para o produtor, isso traz algumas vantagens. A primeira é que ele não precisa se preocupar com divulgação do seu produto. Ele pode focar, exclusivamente, no negócio dele, que é o que ele sabe fazer. Além disso, o produtor divide um pouco o risco financeiro dos anúncios. Ou seja, ele não precisa despender recursos, a priori, comprando propaganda, já que o próprio afiliado vai trazer leads possivelmente interessados naquele produto.

 

Para o afiliado também é algo muito interessante. Ele não precisa se preocupar em criar produtos e oferecer para o público. Ele consegue indicar o produto de alguém e ser remunerado por isso, sem que ele precise dar suporte, sem que ele precise produzir material e dar atendimento a esses clientes.

 

Além disso, o afiliado consegue ter uma alta lucratividade por que seus custos são baixos. Na verdade, ele tem o blog dele e vai produzir conteúdo relevante, se tornar referência na sua área e atender o seu público com produtos de qualidade.

 

Se você deseja aprender a se tornar um afiliado de sucesso, leia esse post.

 

Afiliado: uma nova profissão

 

Inclusive isso tem se tornado uma verdadeira profissão. Existem várias pessoas que hoje são afiliados profissionais.

 

Conheço gente, por exemplo, que ganha mais de dez mil reais por mês com venda de produtos de afiliados. Ganham isso exclusivamente indicando produtos de produtores e vendedores para seu público.

 

Nem sempre esses produtos são físicos. Você pode, por exemplo, se credenciar como afiliado da Americanas.com e divulgar produtos das  Americanas para sua audiência e ser monetizado por isso.

 

Também há serviços que eu posso divulgar (plataformas de email marketing, por exemplo) e ser remunerado por isso. Ou podem ser também ebooks, cursos online.

 

Eu, por exemplo, tenho o treinamento Email Marketing Efetivo e se você tem uma audiência ligada a marketing digital, você pode se cadastrar como afiliado e ser remunerado pelas vendas que você gerar.

 

E se você ainda não atua como afiliado e quer aprender como fazer, eu indico esse treinamento.

 

O que você achou do marketing de afiliados? Deixe seu comentário abaixo!