Colocando mais uma peça no seu mundo de criação, organização e compartilhamento de dados, o Google lança mais uma ferramenta no mercado, chamada “Spaces”, anunciada antes mesmo da  conferência I / O 2016. Disponível para iOS, web e Android, o aplicativo possui como meta o compartilhamento não apenas de dados como fotos e textos, como o uso das próprias plataformas do Google, como o Docs, Drive, YouTube, Chrome, Fotos, entre outras.

 

Como funciona?

 

A usabilidade começa quando você quer postar um conteúdo, que fica guardado em “pastas” chamadas “Spaces”, que necessitam de identificação. Cada espaço podem guardar conversas no chat, imagens, textos, links etc. Como se cada álbum abrigasse materiais de acordo com a temática, estilo de postagem e agrupamentos de contatos de cada usuário. Semelhante à área de grupos do Facebook.

Google-Spaces-group-messaging-2

Nós também estaremos experimentando com Spaces esta semana no Google I / O. Nós criamos um espaço para cada sessão para que os desenvolvedores posam se conectar uns com os outros e Googlers em torno de temas de I / O, e nós temos algumas surpresas também”, afirmou o diretor de produto do Google, Luke Wroblewski, durante o evento e o blog oficial. “Se você está se juntando a nós na pessoa de I / O, certifique-se de instalar os espaços no Android ou iOS antes de chegar”. A proposta já recebeu mais de 700 comentários no post.

 

Visto o investimento no segmento de site de redes sociais, é notável a tentativa de emplacar nessa área, mesmo lançando em 2011 o Google +, que ainda não teve seu momento de explosão. Segundo o portal Uol, Uma pesquisa da GlobalWebIndex, empresa britânica especializada em dados para o mercado de marketing, aponta que um em cada quatro usuários da Internet ainda estão usando o Google Plus. A pesquisa, baseada nas respostas de 3 milhões de usuários de internet em 34 países, diz que o alcance global do Google Plus foi de 23% no ano passado.

 

 

share-spaces

 

 

Será que vai dar certo?

 

A versão mobile do Spaces possui um ícone azul grande no rodapé da tela que serve para enviar novos conteúdos e anexar nas tais pastas para serem compartilhados com seus contatos.  Basta tocar no grande botão de enviar para que novos conteúdos sejam adicionados aos seus espaços. O app possui um chat na metade inferior da tela, possibilitando a leitura de um artigo (como este) e acompanhamento da repercussão. O motor de busca do serviço é altamente apurado, permitindo encontrar links compartilhados anteriormente com facilidade.

 

A proposta é ótima, mesmo não apresentando novidades grandes, apenas a comodidade de não precisar mais ficar compartilhando links em todas as plataformas mas, agora, em uma só. O importante é fazer ela emplacar, se tornar essencial para os usuários e, assim, faturar com seu uso. O YouTube continua sendo o seu grande acerto, tanto em questões de utilização quanto de oferta de produtos oriundos da plataforma, como conteúdo pago e pacotes de mídia para TV. É preciso verificar dentro de alguns meses a recepção do público frente a essa plataforma e a reação do mesmo.

spaces1.0