Você conhece alguém que mora ou está como turista em Paris e quer saber se ele está seguro? O Facebook ativou a ferramenta Safety Check (Confirmação de Status de Segurança) para os ataques terroristas em Paris nesta sexta-feira (13). 

 

 

O Facebook ativou a ferramenta Safety Check (Confirmação de Status de Segurança) para os ataques terroristas em Paris nesta sexta-feira (13).

 

 

A ferramenta, que foi criada para ser usada em desastres naturais, permite que as pessoas que estão nas áreas afetadas possam avisar aos seus amigos (e principalmente à família) no Facebook que estão seguras. Milhares de usuários visualizaram as notificações enviadas pela ferramenta sobre seus amigos que estão em Paris horas depois dos ataques.

 

Segundo o Mashable, mais de 4 milhões de usuários utilizaram a ferramenta nas primeiras 24 horas. Quer saber se seus amigos estão seguros? O Safety Check pode ser acessado através do próprio facebook.

 

 

Mark Zuckerberg também trocou sua foto de perfil e anunciou a novidade

 

 

Mark Zuckerberg também trocou sua foto de perfil e anunciou a novidade

 

 

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, nos comentários da sua nova foto de perfil em solidariedade às vítimas, informou sobre o motivo de não habilitar a ferramenta para os ataques em Beirut, por exemplo, e em outros lugares. A ferramenta já foi habilitada neste ano, em Abril, para as vítimas do terremoto no Nepal e, recentemente, no México durante o Furacão Patrícia.

 

Até sexta-feira, a política da ferramenta era apenas a uso de pessoas em locais de desastres naturais. Isto foi mudado e o plano agora é usar o Safety Check em outros desastres, não apenas os naturais. Mark ainda enfatizou que o Facebook se importa com as igualdade entre as pessoas, e irá trabalhar muito para ajudar as vítimas o máximo possível.

 

 

Mas e as pessoas que querem brincar com a ferramenta?

 

O próprio Facebook anunciou que está cuidando para tornar esta ferramenta eficaz, e impedir o massivo número de pessoas que apenas querem dizer aos amigos que estavam seguras sem, ao menos, estar perto do local.

 

Acesse o comunicado oficial do Facebook sobre as mudanças no Safety Check aqui.