Quem anuncia no Google AdWords (e quem não anuncia também) pode contar com uma ferramenta gratuita para monitoramento de métricas, o Google Analytics. É muito simples, basta criar uma conta na ferramenta – é importante que seja com o mesmo e-mail que você cadastrou sua MCC (minha central de clientes) no Google AdWords, caso seja anunciante. Com essa conta você pode monitorar até 100 contas diferentes.

 

Na aba administrador você cria uma nova conta e gera um ID de acompanhamento, um código que você insere nas páginas do seu site. Geralmente ele é um código bem grande tipo esse:

 

<script>

  um monte de coisas que não dá pra entender direito, não se preocupe, é isso mesmo CTRL C CTRL V em cada página do site e é só sucesso

o programador é quem vai colocar o código no site pra você não correr perigo de bagunçar sem querer todo o seu site

  })(window,document,’script’,’//www.google-analytics.com/analytics.nomedosite’,’ga’);

   não se esqueça de copiar o código inteiro até o final e enviar para o programador

</script>

 

Feito isso, é só você começar a acompanhar o tráfego do site. Mas quero chamar atenção para algumas funcionalidades importantes. Antes de tudo, selecione o período que você deseja analisar. Um período de 30 dias, por exemplo, que você começará a acompanhar mês a mês para ver a evolução do seu tráfego ou detectar possíveis problemas.

Com esses relatórios é possível identificar facilmente o número de usuários, sessões, duração da sessão, visualização de página e até a taxa de rejeição do site.

 

 

QUAIS MÉTRICAS SÃO IMPORTANTES?

 

 

As métricas analisadas vão depender dos seus objetivos. Antes de ligar o motor da máquina, você precisa saber onde quer chegar.

 

Se você tem dificuldade para identificar qual é o seu público alvo, o Analytics vai te ajudar bastante. Basta acessar as informações demográficas que fornecem os dados de idade, sexo, interesses, região demográfica e comportamento das pessoas que acessam seu site. Você consegue facilmente identificar, por exemplo, se o usuário que acessa o site usa Android ou iOS, se ele usa Desktop ou tablet ou até mesmo qual tipo de conteúdo ele se interessa mais.

 

Outra métrica que você deve olhar com muita atenção são os termos de pesquisa. Por meio deles o seu cliente está dizendo com todas as letras quais produtos ou serviços ele tem interesse e busca no seu site. Na análise de página você pode identificar o tempo médio que as pessoas permanecem no seu site e quantas pessoas visitam seu site mais de  uma vez.

 

 

QUAL A MELHOR ESTRATÉGIA A UTILIZAR?

 

 

Tenho pra você uma boa e uma má notícia. A má é que não existe fórmula mágica para o sucesso da sua presença online. A boa é que é muito simples descobrir qual a melhor estratégia para o seu negócio: Teste! Isso mesmo, teste formatos diferentes, cores diferentes, textos diferentes e muitas, muitas imagens… Não seja mais um na multidão. O cliente quer ser surpreendido, ele quer saber o que você tem que é melhor que os outros. E como todo brasileiro, criatividade não vai faltar, não é mesmo? Só a gente tem aquele “jeitinho” todo especial de nos comunicar. Vou revelar meu segredo, tenho duas regrinhas básicas que aplico em tudo que eu faço: bom humor e bom senso.

 

Seja franco com seu cliente. Fale da forma que ele entende, se ele não “manja” de Internet, explique com calma quantas vezes for necessário e convença-o da importância do seu trabalho.

 

A maior queixa dos profissionais da área digital é demonstrar ROI (retorno sobre investimento) para seus clientes, mesmo com todas as ferramentas de métricas disponíveis. Mas se você constrói uma relação de confiança com eles, o pesadelo dos relatórios no final do mês vão se transformar num divertido bate-papo e quem sabe até eles percebam a necessidade de uma verba maior para o próximo mês?!