No post anterior falamos sobre o que é um congresso online, as diferenças entre ele e o congresso presencial e quem pode realizar um evento de grande abrangência de público como esse.

 

Vamos em frente! A verdade é que qualquer pessoa pode fazer um congresso online, mas não é qualquer pessoa que está disposta a seguir o passo-a-passo da estratégia de realização do congresso online para obter o sucesso que ele pode proporcionar. Nessas horas onde a vontade de pular etapas aparentemente pouco importantes vem à tona. E, seja lá qual for o motivo que a leva cometer esse erro, é necessário parar e pensar algo de extrema importância para o início de que qualquer congresso online. Eu estou me referindo ao Porquê do Congresso.

 

 

Qual é o seu PORQUÊ?

 

O que te move a fazer um congresso online? O Porquê fazer um congresso?

 

Vejamos: um congresso, em si mesmo, tem o objetivo de reunir determinado número de profissionais de um mercado para passarem seus conhecimentos sobre um determinado tema para um público altamente interessado. Ok, até aqui tudo certo. Mas a questão é: o que esse público procura?

 

Quem vai a um congresso, vai em busca de conhecimento a um nível que transforme, que cause uma mudança em suas vidas. Que proporcione algo que a faça sair de um ponto A e ir para um ponto B na trajetória em que o congresso a ajudar; profissional ou pessoalmente. Elevação de status.

 

Então, uma etapa muito, mas muito importante mesmo da idealização de um congresso online é responder, para si mesmo, a seguinte pergunta: Por que eu quero fazer esse congresso? A resposta deve girar sempre em torno do propósito de ajudar as pessoas, causar transformação na vida delas. Muitas pessoas quando me procuram para fazer a parte de Copywriting de seus congressos, mal sabem responder quando faço essa pergunta; ou quando respondem, percebo nitidamente que essa etapa está em segundo ou até terceiro plano. Isso é um erro gigantesco. Pois a tua verdadeira intensão transparecerá na tua comunicação. E ninguém simpatiza com um propósito que transpareça o mínimo de egocentrismo.

 

Portanto, se você fazer um congresso online, antes de qualquer coisa responda essa pergunta para si mesmo com sinceridade. Ou se você já fez um congresso e ficou frustrado, chateado com resultado que teve e pretende fazer uma outra versão do mesmo, reveja o seu porquê. Isso é imprescindível para a reavaliação da possibilidade de uma outra edição do evento.

 

 

Mãos à Obra

 

Depois de já ter definido o nicho e o público alvo do teu congresso, o teu porquê já está bem claro na tua mente e no teu coração. É hora de pensar em um nome. O nome tem que ser de fácil memorização para as pessoas; ele pode ter o prefixo CONA ou não. Isso você decide. Chegou o momento do trabalho “braçal” mesmo, não necessariamente na seguinte ordem:

 

  • Registre um domínio com esse nome, por exemplo: www.meucongressoonline.com.br.
  • Providencie a página de inscrição com acesso pelo domínio registrado;
  • Contrate a ferramenta de envio de e-mails e faça a integração com a página de inscrição
  • Coloque a página online
  • Atraia tráfego (orgânico ou pago) para ela
  • Faça um perfil em cada rede social para o congresso: Facebook, Twitter, Instagram, Youtube. Escolha a(s) que mais lhe convém
  • Inicie um relacionamento até o momento que começar o congresso
  • Se você quiser, pode pré-estabelecer os temas das palestras (opa, eu disse tema e não título; ambos são diferentes)
  • Convide os palestrantes
  • Contrate uma ferramenta que crie uma área de membros para você monetizar o teu congresso.
  • Contrate a ferramenta de transmissão das palestras

 

 

No mais

 

É isso. Um congresso online bem feito é bonito de se ver. Mas tem que ter muita energia e paciência para fazer a coisa acontecer. Na próxima semana, no terceiro Post desta série que vem vou falar sobre a questão das palestras e palestrantes e demais tópicos importantes.

 

Se você achou esse texto últil, deixe o teu comentário logo abaixo e compartilhe com seus amigos e seguidores nas redes sociais.

Um grande abraço

Até a próxima