Você tem aquele sonho de montar um ponto físico num determinado local da sua cidade ou implantar franquias do seu negócio em outras regiões, principalmente aquelas que você não conhece. Parece ser um problema na hora de escolher qual lugar será a melhor para erguer sua loja e estar mais visível ao público. Pois existe uma forma de analisar tudo isso e fazer com que não seja um erro instalar sua empresa numa região. O geomarketing, uma ferramenta extraída de um dos quatro pilares do marketing (Ponto) que combina informações e abordagem analítica e aplica no contexto espacial, verificando se aquele lugar é próprio para o seu negócio.

 

 

O que é?

 

O Geomarketing visa o potencial de risco de consumo e visualização suficiente, além dos concorrentes locais. Ele pode refinar o marketing-mix para adaptar a oferta e produtos e serviços às referências daquela zona territorial, sobretudo preço e estratégia de vendas, visando o crescimento da empresa, maior investimento em infra-estrutura, redução de custos futuros e garantindo maior eficiência de uma campanha publicitária e assessoria de comunicação.

 

Uma empresa que utilizou o geomarketing foi a Yamaha Motors, com 500 franquias no Brasil. Segundo o portal Computer World, ela verificou que tinha dois problemas: lojas mal posicionadas e produtos inapropriados para os locais onde tinham a loja. Eles reorganizaram os pontos físicos, fechando algumas e abrindo outras, tendo um aumento de 2,5% de marketshare em menos de um ano.

 

 

“ Instalar uma loja em um lado errado da via, pode ser determinante para o seu sucesso ou fracasso”

 

Gabriel Vinícius Sula, Analista de inteligência de mercado da China Geomarketing, em São Paulo, conta  como é feito o trabalho. “O trabalho de escritório é complementado com visitas in loco, na região estudada. Ao iniciar um job, preparamos previamente um levantamento da região ou cidade que será feito o estudo e com tudo preparado e mapeado vamos ao local para analisar acessos, características, e toda a informação disponível relacionada ao dimensionamento da demanda e análise da oferta disponível”, explica. Ele destaca o serviço é feito dentro de áreas de influência, onde será o mercado atendido pelo empreendimento em estudo. “Após este levantamento, inicia-se um trabalho de análise dos dados”.

 

 

placeiq-background1

 

Questionado sobre como o geomarketing pode aumentar os níveis de lucratividade ou de promoção do ponto físico, ele destaca que “ a vertente da composição do mix de marketing é tão importante quanto estabelecer estratégias de preço, promoção ou da própria definição do produto. Caso uma destas vertentes falhe, o sucesso da empresa estará comprometida. Toda empresa quer estar próxima do seu cliente. Mas o que acontece se, por exemplo, um shopping center for aberto com uma ABL ( Espaço locado para instalação de lojas) superior a capacidade de mercado? O empreendedor terá gastado uma grande quantia na construção de um espaço que estará subutilizado, afetará diretamente a rentabilidade e causará uma sensação de fracasso no negócio.

 

 

Publicidade e concorrência

 

O geomarketing pode trabalhar com a publicidade? “Sim”, Gabriel afirma. “Temos experiência em definição de áreas de influência. Ao definir esta área o profissional de publicidade pode intensificar suas ações de publicidade nesta região, sendo assim assertivo ao atingir especificamente o público consumidor daquele ponto. Um caso prático relacionado a isto é a definição de áreas de distribuição de folhetos  e outros itens muito usadas pelas redes de supermercados. Estas redes verificam onde está a maior concentração de clientes e vendas de determinada loja e define em qual região entregará suas táticas de oferta”.

 

Por que contratar um profissional ao invés de simplesmente montar uma loja em um local onde não há concorrência? “A resposta fica clara quando analisamos os custos e dificuldades em encontrar um bom ponto comercial atualmente”, reitera Gabriel. “Um local sem concorrência muito provavelmente não atrairá os consumidores. Um local sem competição funcionaria se o empreendimento em si tivesse tamanho suficiente para atrair a população e assim fazer o ponto comercial. Entretanto assim que ele estiver maduro a concorrência virá até você”.