Digaí, já inaugurou seus selfies neste 2014? Selfie significa autorretrato, simples assim! Bracinho esticado, carão, sorrisos e click, mas não acaba por aí, selfie que é selfie tem que aparecer nas redes sociais. Tirar fotos de si mesmo de um jeito despojado, se tornou tão popular em 2013 que o termo foi eleito pelos editores do dicionário Oxford – um dos mais respeitados do mundo – a palavra de 2013 no idioma inglês.

 

A mania já existia com as câmeras digitais, mas ganhou força mesmo pelas redes sociais e os smartphones. Se antes registrar uma foto de si mesmo era para os narcisistas, hoje postar um selfie está se tornando cada vez mais comum e carrega na imagem as emoções e a descontração do momento.   Tá certo que em muitos casos, as fotos aparecem com aquele bração do lado, mas quem liga? O importante é a diversão e a alegria de fazer o registro do jeito que é possível.

 

No Oxford, selfie é definida como “uma fotografia que a pessoa tira dela mesma, tipicamente com um smartphone ou webcam, carregada em um site de mídia social”.   O termo apareceu pela primeira vez em 2002 num evento online australiano. Com o uso de softwares de pesquisa no ciberespaço, os editores do Oxford rastrearam cerca de 150 milhões de palavras por mês. Em 2013 foi identificado aumento de 17.000% na frequência de citações da palavra selfie, em relação ao ano anterior.   Segundo a BBC, outras palavras e expressões concorreram ao posto de palavra do ano: ‘twerk’ – a polêmica coreografia popularizada pela cantora Miley Cirus; ‘binge-watch’ – quer dizer passar muito tempo assistindo televisão; e ‘Schmeat’ – carne produzida artificialmente a partir de tecido biológico.

 

.

Conhece a psicologia do self?

.

Podemos afirmar que a palavra que expressa o hábito do autorretrato virtual é uma derivação do termo em inglês self, que significa ‘si mesmo’ ou ‘aquilo que define a pessoa na sua individualidade e subjetividade’. Na psicologia, self também costuma ser identificado como ‘essência’ do ser humano.   Com tanto sucesso no ano que passou e com a tendência de perdurar neste 2014, a mania selfie deve estar atraindo a curiosidade e observações científicas de muitos psicólogos atentos a mais este fenômeno da era digital.

 

Você sabia que na psicologia existe a escola chamada psicologia do Self? Ela enfatiza a normalidade de si mesmo e também as doenças relacionadas aos transtornos narcisistas.   Criada no século XX pelo psicanalista e psiquiatra Heinz Kohut (1913 – 1981), a psicologia do self foi resultado do trabalho pioneiro com pacientes que sofriam de distúrbios narcísicos. Pessoas que tinham sentimentos indefinidos de depressão, autoestima vulnerável e eram sensíveis às ofensas ditas por outros. Tudo somado à preocupação em excesso com o próprio corpo e a falta de empatia pelo próximo.   Kohut também propôs como se dá a formação do self desde a infância, um desenvolvimento que passa pela busca incessante do humano pelo prazer e as relações entre a experiência do self com o objeto, com o outro.

 

O assunto é extenso e nem é função deste artigo dissertar sobre ele, mas fica a dica para os que queriam seguir pesquisando neste campo. O fato é que o self está mais contemporâneo do que nunca e através do novo termo selfie, vem gerando novas formas narcísicas de viver e conviver.

 

.

SELFIES FAMOSOS  

.

Como quase tudo que é midiatizado se torna popular pelo uso e exemplo das celebridades, com o selfie não poderia ser diferente! As atenções se voltaram para este formato de registro fotográfico a partir do momento em que pessoas famosas adotaram e proliferaram seus selfies, incentivando cada vez mais pessoas a tirarem fotos de si mesmas.   Em 2013 alguns exemplos foram bem pontuais: Na visita do Papa Francisco ao Brasil, um grupo de adolescentes registrou uma selfie que bombou nas redes, olha aí!

.

Digaí - Selfie 6

.

Outro selfie que rodou o mundo foi o do primeiro-ministro britânico David Cameron, da premiê dinamarquesa Helle Thorning-Schmidt e o Presidente dos EUA Barack Obama. Dizem até que a primeira-dama Michelle Obama ficou com ciúmes, será? [risos]

.

Digai - Selfie 1

.

Até o Darth Vader se rendeu a mania e estreou o perfil da saga Star Wars no Instagram. Na legenda da foto a frase: “mais um dia no escritório”! Sim, o Darth Vader também fica entediado, e sem motivo, já que em menos de 24 horas, o perfil @starwars já tinha conquistado mais de 68 mil seguidores. Hoje já ultrapassou 220 mil.

.

Digaí - Selfie 2

.

E já que todo mundo está aderindo ao selfie, o nosso estagiário Dig também não poderia ficar de fora né!

 

.Dig Selfie

 

.

E SE FOTOS HISTÓRICAS FOSSEM SELFIES?

.

Em meio a tanta empolgação e ao sucesso das selfies, fica a discussão acerca da qualidade das fotos. Os atuais álbuns de retratos serão compostos por essas imagens feitas de qualquer forma, luz e cores. Estes serão os registros de memória daqui há alguns anos: imagens acompanhadas daquele bração no canto, ou a capa do celular, num banheiro em muitos casos e com aquele filtro básico do Instagram, ou seja, formato repetitivo e realidade não tão agradável.   E você já reparou que em muitos selfies aparecem em primeiro plano o smartphone e não você? Faz pensar, não é mesmo? Pois foi a partir desta reflexão que o jornal sul-africano Cape Times transformou algumas fotos históricas em selfies, como o primeiro beijo do casal real William e Kate.

.

Digaí - Selfie 4

 .

Tem também aquele beijo apaixonado incrível na Times Square pós segunda guerra.

.

Digaí - Selfie 5

.

Bem, como já escutei por aí, Freud deve estar se revirando no túmulo! E aqui vale lembrar que Freud considerava que todos nós somos narcisistas em determinados níveis. Quando alguém exagera, aí sim é hora de buscar apoio terapêutico. O nosso desafio é fazer e curtir selfies sem exageros! Será que é possível? Participe enviando a sua opinião!