Nesta quarta-feira (20), o Governo Federal colocou no ar sua página oficial no Facebook. Até a finalização desta matéria, a fan page já contava com mais de 25 mil curtidores (esse número está aumentando rapidamente), além de diversos comentários, entre elogios e críticas.

 

A página já tem várias postagens, como posts especiais sobre o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e links para a cobertura da 5ª Conferência Nacional das Cidades.

 

Entre os conteúdos especiais, destacam-se a aba para um formulário para enviar perguntas para a coluna Conversa com a Presidenta e a que permite ao usuário enviar alguma foto que ele tenha feito com Dilma Rousseff.

 

Mesmo com poucos posts, já dá para perceber que os conteúdos da página serão relacionados a “editorias” com #brasilidade, que mostrar histórias de brasileiros transformadas por ações do Governo Federal, #juventudeviva, para mostrar atividades de combate à violência contra o jovem e #agendadapresidenta, que informará os compromissos de Dilma.

 

Post em destaque na página oficial do Governo Federal

Post em destaque na página oficial do Governo Federal

 

O interessante foi perceber que a equipe de manutenção da página tem respondido alguns dos comentários. Um usuário, por exemplo, reclamou do uso da palavra “presidenta”. “A palavra “presidenta” não existe, por favor não assassinemos nossa língua!”, postou Bruno Teles. O time do Palácio do Planalto respondeu rapidinho, “Existe sim, Bruno. Dê uma olhada nos dicionários Houaiss e Aurélio. Um abraço”. Brabinhos como Dilma? E já que estamos falando do português, eu aproveitei para deixar um comentário lembrando o pessoal que atualiza a página que, ao contrário do que eles escreveram em uma das abas especiais, a palavra “boas-vindas” tem hífen.

 

Por outro lado, outro usuário reclamou que a página estaria censurando alguns dos comentários. A equipe da fanpage prontamente explicou que “a página do Palácio do Planalto se reserva o direto de moderar, não censurar, mas moderar os comentários de acordo com nossas regras de uso (que você pode conferir aqui). Nossa intenção é, com isso, permitir a qualidade do debate, com respeito à pluralidade de opiniões”.

 

Essa não é a primeira ação de Dilma Rousseff para aumentar sua exposição na internet. Anteriormente, aqui mesmo no Digaí, já tínhamos abordado o lançamento de uma rede social do governo para conversar com a juventude, o Participatório, e a retomada do uso do Twitter pela equipe de Dilma Rousseff. É claro que a iniciativa de colocar a página no ar se parece com ato de campanha. Mas acho extremamente válido termos mais um canal de informação e, na medida do possível, interação com o Governo Federal. É um caminho sem volta.

 

Aqui você pode checar o vídeo da presidente anunciando a novidade: