São 15 anos de Internet no Brasil. O crescimento da web no país foi espetacular e hoje 83 milhões de brasileiros acessam a Internet. Apesar desta grande abrangência alcançada, apenas 55% das empresas brasileiras tem um website – segundo estudo do Cetic.br, órgão ligado ao NIC.br.

.

Além disso, muitos sites ainda apresentam problemas primários e baixa qualidade técnica, de design e de marketing. Assim, é difícil o site dar resultados. A consequência disso é que o potencial da rede está sendo desperdiçado por um grande número de empresas. Parece que o mundo corporativo ainda não entendeu a força deste meio. São negócios que não estão vendendo, não estão captando novos clientes e não estão fortalecendo o relacionamento com os já clientes. São oportunidades perdidas, a cada dia.

.

Trabalhando com Internet desde seu início, observo e acompanho sua evolução e selecionei algumas orientações e dicas para um site dar resultados comercialmente mais efetivos.

.

imagem1

 Vamos a elas:

Dica #1: Quem sou e o que faço

 

Ao entrar na Home, o nome da sua empresa e o que ela faz devem ser facilmente identificáveis. Melhor do que qualquer foto maravilhosa ou animação, é o visitante visualizar rapidamente sua marca e seu produto ou serviço. As pessoas tem cada vez menos tempo e paciência, e são a cada dia mais dispersas. Captar sua atenção é difícil, portanto, vá direto ao assunto. Você tem poucos segundos para dizer ao visitante que é o que ele procura.

Dica: ao lado da sua marca coloque um resumo do que você faz, como por exemplo, refrigeração e climatização, serviços de engenharia, móveis de escritório.

Dica #2: Meus produtos/serviços

 

Apresente seu portfólio de produtos e/ou serviços. Lembre-se que a Internet não tem problema de tamanho e coloque informações relevantes e completas sobre seus produtos.

Dica: divida a informação em níveis de profundidade. Na primeira tela, uma apresentação geral, na segunda tela uma explicação mais detalhada e links para mais detalhes sobre cada item. Assim, quem quiser apenas ter uma noção, fará uma leitura rápida na primeira tela. Quem quiser se aprofundar, poderá clicar nos detalhes.

Dica #3: Organize a informação

 

Crie uma hierarquia da informação de forma que o usuário tenha uma ordem de leitura que faça sentido. Não tente chamar a atenção para muita coisa ao mesmo tempo, o que você vai conseguir com isso é confundir o usuário e deixar sua página exagerada e cansativa: o usuário vai embora correndo!

Dica: A leitura (visualização) de uma tela segue a mesma lógica de uma página impressa, portanto o canto superior esquerdo é a primeira coisa a ser vista, seguindo na diagonal até o rodapé. Aproveite este hábito, em vez de lutar contra ele, colocando as coisas mais importantes no topo, e criando uma ordem de visualização natural.

Dica #4: Mostre seu telefone e formas de contato claramente

 

É muito importante que fique muito fácil e rápido achar seus dados de contato no site. Afinal, como você quer fechar um negócio se o cliente não consegue falar contigo?

Dica: Mantenha os dados de contato sempre no rodapé, repetido em todas as páginas. Isso já se tornou um padrão e as pessoas se habituaram a procurar ali. Então, aproveite e tire proveito disso.

Dica #5: Redija corretamente e use fotos de qualidade

 

Qualifique sua empresa utilizando português correto, com uma linguagem apropriada para seu público-alvo. Capriche nas imagens: uma boa foto valoriza o produto, enquanto uma foto ruim passa a impressão de produto de baixa qualidade.

Dica: Se você não tem habilidade da escrita, contrate um redator. Se você não tem boas fotos do seu produto, contrate um fotógrafo ou ilustre com fotos de bancos de imagem.

Dica #6: Mostre-se

 

Antigamente a gente tinha que ir na loja para comprar o produto e podia conferir que a empresa existia e como funcionava. Agora, podemos achar qualquer coisa na Internet. Mas como saber se aquela loja é confiável, se ao menos existe? Cada vez mais as pessoas estão descrentes e conseguir passar confiança e credibilidade é uma chave para gerar resultados concretos. Portanto, mostre sua empresa no site, sua equipe, você. Divulgue seu endereço físico, seu nome.

Dica: coloque fotos da empresa, da loja ou escritório, das pessoas da equipe, apresente seu currículo e o da empresa. Mostre que sua empresa é real.

Dica #7: Fale o idioma de seu cliente

 

Lembre-se que seu site pode ser acessado de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, portanto, qualquer pessoa pode se interessar pelo seu produto. Mas, se ela não entender português, de nada vai adiantar, não é? Imagine a quantidade de clientes que você está deixando de atingir. Avalie o potencial de clientes de outros países e defina os idiomas mais interessantes e inclua uma versão do site para cada um deles.

Dica: não use bandeirinhas para simbolizar os idiomas para não gerar conflitos. Afinal, qual a bandeira usar para o espanhol? Se colocar Espanha, os latinoamericanos não vão gostar. E para o inglês, se colocar Inglaterra, os americanos vão reclamar…

Dica #8: Promova o seu site

 

Utilize as dicas de SEO, inclua conteúdo relevante para a sua área de atuação, anuncie no Google, anuncie em outros sites, crie promoções e divulgue nas redes sociais, divulgue seu site em todos os seus impressos. Afinal, se ninguém souber que sua empresa existe, quem vai comprar o seu produto?

Dica: aproveite as diversas ferramentas gratuitas que a Internet oferece para divulgar e promover o seu site.

E então, mãos a obra!

 

É claro que existem muitos outros pontos a serem trabalhados para alcançar a excelência, mas atender ao menos a estes pontos, seu site já começará a dar resultados. O importante é entender que o site hoje é uma ferramenta fundamental para divulgação, vendas e relacionamento de uma empresa. Portanto, dê ao seu site a importância que ele merece.