Um mundo de formas, fantasias, sonhos e uma espécie de tele transporte da realidade para a ficção científica. Pois bem, foi assim que me senti atravessando as portas de entrada para o JAM Nerd Festival.

 

Foi um momento nostalgia, onde revivi os meus 14 anos de idade, quando era colecionadora de histórias em quadrinhos como Chobits e Evangelion. Acreditem, se quiser, já fiz cosplay da Chii. (ah não, revelei meu segredo! rs)

 

Mas peraí, se tudo isso está confuso, até agora, para você que está lendo este post, vou deixar de falar grego e introduzi-lo à realidade geek (nerd), que configura um nicho de mercado importantíssimo aos setores que trabalham com tecnologia.

 

 

Conhecendo os termos

Se você já é inteirado deste mundo, pode passar ao tópico seguinte, mas caso não seja, segue uma espécie de glossário com alguns termos, talvez desconhecidos, que utilizarei durante este post:

 

Cosplays: é a junção das palavras “Costume-Play”, ou seja, brincar de se fantasiar. Fãs de personagens, caracterizam-se deles, utilizando a maquiagem, a interpretação, o vestuário e demais técnicas para ficar o mais semelhante possível do personagem em questão.

 

Youtubers: são formadores de opinião, famosos dentro do canal Youtube, do Google. Assuntos do cotidiano jovem, alguns humorísticos e outros com dicas aos amantes de games, fazem com que esses youtubers se destaquem na produção de vídeos ao seu nicho.

 

– Gamers: são pessoas que possuem jogabilidade fácil em diversos jogos de computador e consoles específicos.

 

– Mangás, animes e HQs: mangá é o nome dado às histórias em quadrinhos de origem japonesa. A palavra surgiu da junção de dois vocábulos: “man” (involuntário) e “gá” (desenho, imagem). Ou seja, mangá significa literalmente “desenhos involuntários. O anime nada mais é que a animação destes quadrinhos com desenho japonês. Pokémon, Naruto e Cavaleiros do Zodíaco são exemplos clássicos deste gênero. Já os HQs são a forma como os fãs apelidaram as histórias em quadrinhos. Aqui não reservam-se apenas os mangás, mas histórias como as da Marvel: X-men, Homem Aranha, Hulk, dentre outras.

 

Agora que você já está por dentro destes significados, deixa eu te contar o que aconteceu no JAM.

 

 

Vamos ao evento

 

foto 2

 

Durantes os dias 9 e 10 de abril, reunindo a cultura pop e gamer do centro-oeste, o JAM Nerd Festival foi um dos maiores eventos desta categoria, já realizado em Brasília, com diversas atrações  que marcaram presença no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

 

A belíssima  Danielle Vedovelli (https://www.facebook.com/DanieVedo), abrilhantou o concurso de Cosplays, que aconteceu no domingo. Famosa por interpretar os personagens Chun-Li, de Street Fighter, Tifa Lockhart, de Final Fantasy VII, e Bayonetta, ela foi jurada para escolha de caracterizações muito bem feitas como a de Darth Vaider (Star Wars), a Jinx (League of Legends) e Darth Maul (Star Wars).

 

 

foto 4 foto 3foto 1

 

 

Tive a oportunidade de bater um papo com Saulo Camarotti, programador, produtor, gerente de projeto e também o fundador da Behold Stúdios. Ele estava organizando a Mostra de Indie Games, que reuniu 32 desenvolvedores de jogos de todas as partes do Brasil. Entre eles, os jogos ‘Alkimya’,‘Chroma Squad’; e ‘Musashi vs Cthulhu’. Saulo falou um pouco sobre o ‘Ninjin’, da Pocked Trap, uma game studio de São Paulo: “É um jogo que está sendo apoiado pela PlayStation e vai ser lançado no PS4 e no PS vita. Ele não lançou ainda, mas tem feito um sucesso interessante. Sendo premiado em diversas feiras do mundo, com muito destaque na nossa aposta”.

 

 

foto 5

 

Um dos gamers mais disputados do mundo, o novo Street Fighter V, da gigante japonesa Capcom, marcou presença no evento com duas megas arenas, onde jogadores famosos participaram de disputas valendo prêmio e vaga no mundial; Mortal Kombat X, League of Legends, Counter Striker entre outros games.

 

Foram cinco torneios acontecendo simultaneamente durante os dois dias. No primeiro dia, as disputas ficaram com os jogos Guilty Gear XRD, Mortal Kombat X e as primeiras etapas dos torneios de Street Fighter V. Participaram jogadores de várias partes do mundo, como França e Estados Unidos. As finais de todos os outros jogos, aconteceram no segundo dia de evento, domingo.

 

Tama Oliveira, um dos organizadores da Jam Game Cup, explica como funciona a dinâmica do torneio: “a disputa começa por chaves. Um bloco de até 16 jogadores compete entre si e em cada chave dois jogadores são selecionados para a final. A final é entre os melhores de 16, ou entre os melhores oito jogadores. As finais são transmitidas pelos telões, com a narração de jogadores profissionais”.

 

 

premiação

Premiação da Final Guilty Gear XRD

 

 

Os visitantes do evento puderam acompanhar uma série de palestras com temas voltados para inovações tecnológicas, entretenimento digital, empreendedorismo e cultura pop, geek e nerd, ministradas por autores, roteiristas, cartunistas, desenvolvedores de jogos e empreendedores.

 

Para se ter uma ideia, o mercado de gamers no Brasil já está entre os quatro maiores do mundo e só no ano passado movimentou cerca de 900 milhões. A previsão é ousada e em 2016 este número deve subir para 4 bilhões.

 

Conversei com o Glauber Correia, proprietário da Glacom, que participou com a exposição de estande no evento. Ele ressaltou a importância do mundo geek, para este setor: “Os fãs de histórias em quadrinhos movimentam a área de gamers. Não são apenas jovens, como muitos pensam. Vemos pais, que levam seus filhos fantasiados a estes eventos. Presenciamos adultos querendo admiração e se tornar ídolos por meio dos cosplays. Um público família e fiel, apaixonado pelo mundo dos animes”. Ele destaca a possibilidade de novos negócios com eventos deste porte e a inserção da capital federal, que até então era fraca com uma programação voltada para gamers, com um mega evento como a Jam Nerd Festival.

 

 

A galera se divertiu com o Just Dance

 

 

Enfim, foram inúmeras as atrações com jogos de tabuleiro, card games e RPG; a presença de youtubers, atividades, workshops, exposição de HQs, mangás e livros, maratona de criação de jogos (Game Jam), um universo! Uma pena não poder esmiuçar cada uma, mas espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho da cultura geek!

 

 

mesa rpg

 

Você conseguiu ir ao evento? O que achou? Conta pra gente nos comentários! =D

 

Conheça o e-book “7 Lições Que Aprendi Com os Youtubers de Sucesso”, do Felipe Pereira, clicando no link:
BAIXE AGORA!