Se você resolveu deixar pra comprar aquele produto que tanto queria pra Black Friday… É possível que estejas frustrado (a), né? Sabe o nome real disso? Má gestão da expectativa do consumidor.

 

Mas vamos lá, a Black Friday é ruim? Não, ela não é. Ruim, ou péssima, é a Black Friday no Brasil – antes entenda o que é a Black Friday original. Isso mesmo, ela é o cume do marketing de maquiagem.

 
O consumidor é iludido pelas empresas onde se cria uma falsa expectativa de consumo. A Black Friday brasileira não é, nem de longe, comparada à gringa. Talvez uma semelhança próxima acontece em Janeiro, onde as lojas querem se livrar do estoque que sobrou do período natalino e promovem aquelas promoções de fazer fila fora da loja física, e se torna um ataque zumbi quando as portas se abrem (corra!).

 
Pois bem, mas há descontos na BF? Há, claro que há! Só que o erro é cometido bem antes dela, ele vem através do “EmailMarketing” e tem seu pipoco quando querem fazer a mesma coisa que a cultura americana faz. Já é intrínseco do brasileiro querer falar mal do País e quando somos feitos de trouxas na cara dura… Aí já é demais. E pra jogar a última pá de terra em cima do caixão, as empresas ainda deixam as sacanagens visíveis.

 
Maldita hora que o cidadão teve a ideia de trazer pra cá e com o mesmo nome, essa Black Friday. Se fosse qualquer outro nome não seria esse caos. Não seria porque não ficaríamos catando o preço do produto que desejamos antes e comparar com o que aparece na BF, só pra provar que a empresa está mentindo. Se fosse, sei lá, a “Green Week” daria menos problema.

 
Os erros são tão descarados e grotescos, que dá raiva. Abaixo trouxe alguns exemplos das bizarrices. Confira:

 

– Opa, uma promoção. Vamos ver quando era antes… Não, pera, WHAT?

 

 

Black Friday - 1

 

 

– Procurando aquela bike rocheda da Caloi… E, WTF?!

 

 

blackfailday1-submarino2013

 

 

Isso eu vi de perto. Eles anunciavam a oferta e não durava 6s. Até chegaram a fazer um post sobre tal explicando o motivo de acabar tão rápido. É possível? É! Mas é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito difícil que isso tenha acontecido, e em TODOS produtos que anunciavam.

 

 

KABUM_1

 

 

– CrêEmDeusPai, e eu pensava que o PS4 que era caro.

 

tumblr_inline_mx1m8bQh0a1st39e8

 

 

– Comassim?

 

tumblr_mx1emrYXCm1t4pnofo1_1280

 

 

– Adoro sair na vantagem, ué, R$0,10 é desconto também.

 

 

tumblr_mx1wn9eRqt1t4pnofo1_1280

 

 

– A pessoa compra em setembro pelo mesmo valor que está na Black Friday.

 

 

tumblr_mx2u67npMw1t4pnofo1_1280

 

 

– Mas é claro que vou comprar o que tem a tarja do “Black Friday”… Não, pera, mas que @#$%& é essa?
tumblr_mx3bw0wTq11t4pnofo1_1280

 

Isso aconteceu comigo. Sim, o print é de minha autoria. Não tem desculpa de tabela de peso, é sacanagem mesmo.

Print do dia 29/11/2013

 

walmart

 

 

 

print feito no dia 01/12/2013

 

walmart2

 

 

– Vish! Prevejo dores de cabeça pra mim.

 

tumblr_mx1eiv8lrd1t4pnofo1_1280

 

 

 

E o pior, O PIOR, eu disse: O P-I-O-R, é que:

 

Apesar das 8,5 mil reclamações, a Black Friday Brasil 2013, realizada na última sexta-feira (29), movimentou R$ 424 milhões no e-commerce brasileiro. O montante é 95% superior ao registrado na mesma data do ano passado, quando as lojas faturaram cerca de R$ 217 milhões. A previsão do Busca Descontos, que organiza o evento, era de uma movimentação de R$ 340 milhões. Os dados são da ClearSale, que oferece soluções para lojas virtuais.

 “O Black Friday mais uma vez superou nossas expectativas e estabeleceu o recorde de vendas na história do comércio eletrônico”, disse Pedro Eugenio, presidente do Busca Descontos.”

 

Apenas.