Na noite de ontem (02), tuiteiros do Brasil comemoram o arquivamento do projeto da chamada “cura gay” proposto pelo deputado federal João Campos (PSDB-GO) com um flash mob virtual.

 

O tuitaço colocou o termo #chupafeliciano (perdão pela expressão chula) nos trending topics mundial. As mensagens comemoravam e faziam piadas com Marco Feliciano, deputado federal e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).

 

No tweets, muitos deles endereçados diretamente ao deputado, o que se viu foi muita festa, piadas e galhofas com a proposta. Alguns postaram charges. Já alguns casais homossexuais aproveitaram para mandar suas fotos junto com um recado para o deputado.

 

 

flash

 

 

Ninguém ligou muito, mas Marco Feliciano respondeu ao tuitaço.  Em uma série de tweets, ele disse que o projeto pode ser retomado no futuro, que foi retirado apenas por ter sido inviabilizado pelo PSDB e que sua bancada estará ainda mais forte em 2015.  “Parabéns a decisão tomada pelo @depjoaocampos em retirar o PDC 234 de tramitação. O PSDB, seu partido, inviabilizou quando notificou ser contra. Entendeu ele que os ativistas, a mídia e alguns partidos invisíveis usariam o PDC 234 para tirar o foco das manifestações verdadeiras. O PDC não foi ARQUIVADO, mas RETIRADO, e pode voltar. E voltará na próxima legislatura quando teremos número maior de deputados evangélicos. Essa perseguição de parte da mídia e dos ativistas nos FORTALECEU e Nosso povo acordou. Nos aguarde em 2015! Seremos muitos! E agora sabemos quem é quem! Parabéns a todos! Marcamos posição!”, tuitou o deputado.

 

 

Não deixa de ser verdade. Como o projeto não foi rejeitado, mas sim retirado pelo seu próprio proponente, existe a possibilidade de o tema voltar a ser discutido. Então vamos continuar de olho e atentos na defesa dos direitos iguais para todos os cidadãos brasileiros independentemente da orientação sexual.

 

Entenda o que era a “cura gay”: http://www.ebc.com.br/cidadania/2013/06/entenda-o-projeto-de-cura-gay