Autor: Gabriella Albuquerque

WordPress e a alavanca dos blogueiros

Quando os blogs surgiram e o meio online se tornou um meio de comunicação de fato usual, uma das maiores dúvidas de quem postava nestes veículos era como formatar, “layoutar”, organizar, dimensionar fotos. Isso levava um bom tempo e, apesar da maioria dos espaços que hospedavam os blogs ser autoexplicativa, acontecia com frequência páginas desconfiguradas, imagens sobrando e um visual bem desagradável.   Mas, há exatos 10 anos, ou seja, em 27 de maio de 2003, surgiu uma plataforma que só fez acrescentar coisas úteis na vida do blogueiro, o WordPress. O sistema de gerenciamento de conteúdo ganhou inúmeros...

Read More

A veracidade das informações nos blogs: Crer ou não crer?

–       O partido XX é confiável, as acusações contra ele são falsas. –       Mas, por que? O que te fez pensar isso? –       Ah, o moço do jornal da TV falou, a reportagem mostrou tudo, então é verdade.     Quantas inúmeras vezes já não presenciamos este tipo de diálogo? Independente do assunto e até do nível de escolaridade do cidadão, a televisão não erra para boa parte dos brasileiros. Já a internet, todos olhavam com certo receio, afinal qualquer pessoa poderia estar postando naquela página. No meio online não vemos quem escreve. No jornal impresso também não, né?...

Read More

The new adventures of the blog

Como falei no artigo anterior (aqui), hoje é dia de escrever sobre o novo modelo de blog. Antes de falar sobre as novas aventuras do “diário da web”, falemos das ideias. A internet em si já é um grande passo de criatividade e, claro, de intelecto. Seguindo adiante, temos o www, os e-mails, as redes sociais, os blogs e os próprios gadgets. Palmas para os queridos criadores de tudo isso que nos deram uma gama de novidades e abriram o leque para outros criativos.   A pessoa que cria um blog é, antes de tudo, um ser inovador –...

Read More

Um flashback: o boom dos blogs

Me lembro como se fosse ontem – era 2008 – quando os blogs ganharam o país. O novo boom era o meio ideal para iniciar um portfolio, isso para os mais sérios, ou até mesmo para colocar pra fora suas ideias e pensamentos, uma coisa meio sessão de terapia.  O melhor, a ferramenta era e é gratuita até hoje, exceto quando se quer uma coisas mais produzidas e bem configuradas.   Alguns muitos jornalistas, estudiosos, sociólogos e editores de jornais e revistas meteram o pau. Um deles, o crítico ferrenho Andrew Keen, lançou até um livro, em 2009, chamado...

Read More