É, com certeza o ano de 2018 não foi o melhor para Mark Zuckerberg, e vários momentos foram bem difíceis. Tiveram escândalos por conta de informações vazadas de seus usuários, perda de ações, invasão de hackers e muitas vezes nos encontramos malucos por conta da rede social fora do ar. Continue lendo e confira uma breve retrospectiva.    

Facebook credibilidade no mundo

Fonte: Pixabay.com

Facebook perdeu a credibilidade: retrospectiva

Já nos três primeiros meses deste ano, o escândalo da Cambridge Analytica estourou. O caso consistiu em permissões que eram pedidas para os usuários em testes de personalidade (muito comum no Facebook). A empresa responsável por esses testes reunia dados que iam muito mais além de idade e gênero. Assim, as campanhas políticas eram abastecidas com características pessoais de cada um, como de Donald Trump, por exemplo.

Em outro episódio, já no segundo semestre, o Facebook perdeu a credibilidade ainda mais depois que hackers conseguiram invadir milhares de contas por conta de uma brecha deixada pela rede social depois da implantação de um novo recurso.

Outros problema bem constante no ano de 2018 foram as quedas rotineiras do Facebook, que várias vezes esteve fora do ar, e as famosas Fake News, que acabaram gerando despesas para muitos investidores em anúncios e vários usuários fiéis da rede.

Esses acontecimentos foram tão impactantes na vida das pessoas que muitas resolveram deixar a rede social de lado.

Problemas com a credibilidade do Facebook

Fonte: Pixabay.com

Apagando da memória em 3, 2,1…

Com toda certeza, o ano de 2018 é algo que Mark Zuckerberg quer apagar da memória, pois o Facebook perdeu a credibilidade e acabou entrando para a história de uma forma nem um pouco positiva.

O grande desafio agora para o ano de 2019 (e torcemos que seja uma meta a ser alcançada em breve) é conseguir se recuperar e fazer com que os velhos likes e compartilhamentos tão queridos e praticados pelos fãs no geral voltem a todo vapor.

E você, amigo, acredita que o ano de 2019 será melhor para o Facebook?