Está ligeiramente enganado quem pensa que as grandes empresas não são punidas quando cometem algum tipo de irregularidade. Hoje, dia 18 de julho, o Google foi multado em € 4,34 bilhões (algo em torno de R$ 19 bilhões) por cometer ações ilegais desde 2011. A responsável pela punição foi a Comissão Europeia.

A entidade que defende os direitos da União Europeia globalmente penalizou o Google pois constatou que há sete anos a empresa vem impondo restrições a fabricantes de smartphones Android. O objetivo do Google seria consolidar a sua posição de líder de mercado quando o assunto é buscas na internet.

Homem com sinal de pare na mão

 

Violações do Google

Segundo a Comissão Europeia, foram percebidas três violações por parte do Google. A primeira dela foi a exigência de que as fabricantes pré-instalassem o Google Search e o Chrome como condição de licenciamento da Play Store. Além disso, a empresa também efetuou pagamentos para algumas fabricantes de aparelhos para que elas instalassem com exclusividade a Pesquisa Google em seus aparelhos.

Outra violação foi que a empresa estava impedindo as corporações que desejassem pré-instalar os aplicativos Google vendessem algum dispositivo móvel que rodasse alguma versão do Android não autorizada. Agora a gigante da internet tem até 90 dias para acabar com esses procedimentos.

homem segurando o celular

Punição recorrentes

No ano passado, no mês de junho, a mesma comissão multou o Google em mais de 2,4 bilhões de euros por cometer abusos nas suas operações. Isso mostra que as organizações que supervisionam e defendem os interesses do usuário estão atentas a práticas de abuso de poder.

A Comissão Europeia percebeu que quando uma pessoa precisa baixar um dispositivo de buscas, a escolha pelo Google cai bastante. Isso é percebido principalmente em consumidores de Windows Phone, pois o buscador do Google não vem pré-instalado.

E aí, amigo, você acredita que ainda há muitas empresas grandes cometendo práticas ilegais para conquistar espaço no mercado?