As últimas semanas não têm sido fáceis para Mark Zuckerberg e seus liderados. Após algumas denúncias e casos comprovados de falha no sistema de segurança da rede social, o Facebook anunciou que fará mudanças em sua página e nas políticas de privacidade, com o objetivo de torná-las mais transparentes aos usuários.

No seu blog oficial, a rede social se mostrou preocupada com os últimos acontecimentos, e afirmou que medidas deverão ser tomadas para que os usuários se sintam seguros ao navegarem na internet. A decisão também objetiva evitar a circulação de informações falsas e interferências externas em ano eleitoral no Brasil.

facebook politica privacidade transparente

Mudanças na política de privacidade

Além do Facebook, o Instagram também foi outra plataforma que sofreu alterações na sua política de privacidade. Em outubro do ano passado a rede social já havia anunciado em sua página oficial que apenas anunciantes autorizados poderiam fazer publicidade no Instagram e no Facebook em ano eleitoral.

A intenção é que não só temas políticos passem por esse processo de avaliação, pois no futuro qualquer anúncio que seja de interesse público deverá ser analisado antes de ser publicado. Para desenvolver esse trabalho, Facebook e Instagram contam com a ajuda de empresas parceiras especialistas no trabalho.

facebook politica privacidade transparente 01

A razão dessa medida

Segundo a própria rede social, o Facebook demorou para perceber que as eleições americanas de 2016, vencidas por Donald Trump, estavam sofrendo interferências externas. Além disso, as fake news foram determinantes para o resultado final. Com as novas medidas, a intenção é evitar que a mesma situação se repita no Brasil.

Com isso, os anunciantes terão mais responsabilidade sobre o que é divulgado, pois o material publicado será melhor avaliado, ficando assim mais transparente para o usuário. Para aumentar a eficiência desse processo, o Facebook tem investido em inteligência artificial e na contratação de pessoas especializadas em segurança da informação.

E aí, amigo, você acha que os seus dados estão seguros no Facebook?