Comprar através de dispositivos móveis está se tornando um hábito cada vez mais comum entre os brasileiros. Até pouco tempo atrás, muitas pessoas ainda tinham receio em adquirir algo em lojas digitais, seja por medo de ter dados roubados ou de receber um produto diferente do que desejava.

Mas uma pesquisa recente mostrou que o brasileiro está cada vez mais propenso a fazer compras através do mobile. O estudo da PwC, intitulado Global Consumer Insights 2018, revelou que 71% dos brasileiros entrevistados estão planejando manter ou até mesmo aumentar esse tipo de investimento nos próximos 12 meses.

compras atraves mobile sao bem vistas brasileiro

Números da pesquisa

A pesquisa mostrou que nesse período, boa parte das aquisições do brasileiro será feita através dos dispositivos móveis. Dos entrevistados, 41% disseram já ter feito alguma compra em smartphones e outros 30% através de tablets. Comparado com os dados de cinco anos atrás, esses valores aumentaram 26% e 10%, respectivamente.

Em relação ao segmento com os melhores resultados de vendas, eletrônicos e entretenimento continuam na liderança. Nos últimos quatro anos, as compras de livros, músicas, filmes e videogames cresceram 16% apenas no ambiente online. A pequisa mostrou que o brasileiro também está disposto a adquirir produtos comuns do cotidiano, como café, lâmina de barbear e fraldas.

compras atraves mobile sao bem vistas brasileiro 01

Mercados em potencial

Entre os mercados com potencial para crescer nos próximos meses está o de alimentação. Dos que participaram da pesquisa, 58% revelaram que pretendem fazer algum pedido em restaurante através do celular nesse ano, e 37% disseram ter feito isso em 2017. Nesse nicho, a propensão do brasileiro é acima da média mundial, o que é um ótimo indicador para empresas locais.

Além do mercado de alimentação, outra tendência apontada é a de economia compartilhada, pois em muitos casos a experiência é mais importante que o produto em si. Esse tipo de negócio pode ser aplicado em diversos segmentos, como compartilhamento de carros, roupas, acessórios eletrônicos e até mesmo brinquedos.

E aí, amigo, você tem percebido que nos últimos anos as pessoas têm comprado mais através dos dispositivos móveis?