Aproveitar as oportunidades de mercado é fundamental para empresas que queiram ser competitivas em um cenário bastante concorrido. Para suprir a necessidade do público, muitas vezes é preciso estudar o comportamento do consumidor, e esse público muitas vezes está em locais que poucas companhias sabem explorar da maneira correta.

Em um estudo recente promovido pela Outdoor Social, empresa focada em análise de consumo de classes populares, foi feito um levantamento do poder de compra das 10 comunidades mais populosas do Brasil. Só em 2016, as periferias brasileiras movimentaram aproximadamente R$ 141 bilhões de reais. Desse total, R$ 96 bilhões vieram das classes B2, C1 e C2.

estudo consumo periferia brasileira

Oportunidade de negócio

O objetivo do estudo foi mostrar para as empresas as oportunidades de negócio que podem ser desenvolvidas nesses locais, aproveitando uma necessidade específica do público. Além disso, isso geraria um maior investimento nas estratégias de marketing e anunciantes que não atingem as pessoas desses locais com frequência, já que o foco está em outras áreas das cidades.

Segundo o levantamento da OutDoor Social, os segmentos de alimentação dentro de casa, artigos de limpeza, eletrodomésticos e eletrônicos, medicamentos e materiais de construção foram os que mais movimentaram a economia local. Para que possamos ter um referencial, só na Rocinha, com 71 mil habitantes, R$ 129 milhões de reais foram movimentados com alimentação em casa.

estudo consumo periferia brasileira 01

Consumo na periferia brasileira

Somando a população das 10 maiores comunidades, o número é de 533 mil pessoas, e se for levado em consideração apenas o valor gasto com alimentação em casa, o dinheiro gasto por pessoa é de aproximadamente R$ 2 mil reais. O valor também é bastante alto quando analisado outros segmentos, como material de construção, o segundo no ranking do consumo.

O estudou mostrou o potencial que esses locais apresentam para grandes empresas e a necessidade que a população tem em consumir produtos de diversos segmentos. Cabe às marcas um estudo para definir como seus produtos podem atender às exigências do mercado local, construindo uma relação lucrativa e duradoura.

E aí, amigo, sua empresa aproveita todas oportunidades de mercado?