Em meio a uma crise política e financeira, nota-se que muitas empresas estão se envolvendo em assuntos delicados e, na maioria, sem nenhuma relação com o posicionamento de conteúdo já definido para a sua marca. Como profissionais de marketing digital, até onde podemos envolver nossa empresa?

 

Para entender melhor, veja o exemplo da rede de fast-food Habib’s, que lançou a campanha “Fome de Mudança” para incentivar a participação da população nos protestos de rua do dia 13 de Março. Apesar de apartidária, a campanha gerou repercussão nas redes e comentários dos “dois lados” do público. A rede afirmou que entende que nesse momento em que toda a população tem fome de mudança, não dá para ficar parado.

 

 

cartaz-distribuido-pela-rede-habibs-em-apoio-a-manifestacao-do-dia-13-de-marco-de-2016-1458067454704_956x500

Campanha do Habib’s para as manifestações de 13 de Março. Fonte: Meio e Mensagem

 

Diversos outros exemplos foram vistos por aí, muitos envolvendo os casos da Polícia Federal com o ex-presidente, pedidos de impeachment, a longa batalha contra a intolerância religiosa, gêneros, opções sexuais e até mesmo aos veganos. Você com toda certeza já se deparou com alguma empresa ou organização falando sobre isso, não é?

 

 

O que é um posicionamento de marca?

A maneira que definimos como a nossa empresa quer ser vista pelo público é chamada de posicionamento. Em outro post falei sobre como definir um posicionamento de marca no ambiente digital. Posicionamento de marca é o ato de desenvolver a oferta e a imagem da empresa de forma que ocupem um lugar valorizado nas mentes dos consumidores, de acordo com Kotler. Para definir o posicionamento é necessário conhecer bem a visão e os valores da empresa, aquelas frases que todo empresário elabora durante a criação dela.

 

 

Como definir o posicionamento nas mídias sociais?

Já que o posicionamento é a maneira como queremos ser vistos pelo nosso público, nas mídias sociais isso se resume a maneira como iremos compartilhar conteúdo e nos relacionarmos com os usuários. E isso envolve (e limita) desde os links relevantes que compartilhamos, as postagens que fazemos em datas comemorativas e a linguagem utilizada nos comentários. Parece fácil definir, mas não é!

 

hands-coffee-cup-apple

Vamos ao planejamento, primeiro passo para definir seu posicionamento. Fonte: Pixabay

 

 

Entenda estas características antes de definir a sua estratégia de conteúdo com base no posicionamento da sua marca.

 

 

Público-alvo

 

Antes de planejar qualquer campanha de marketing digital, uma análise do público-alvo (ou o famoso target) deve ser realizada. Em um artigo publicado aqui no Digaí, falei sobre um problema comum entre a maioria dos empresários na hora de definir o público, a maioria diz que é todo mundo.

 

O que você precisa aprender a identificar em cada público depende do tipo do seu negócio e o que é relevante para quem faz parte dele. Você consegue buscar e coletar diversas informações na Internet, mas a maioria dos negócios precisam de informações que apenas com pesquisa offline são encontradas.

 

Aqui alguns itens de público que você pode analisar para definir o seu posicionamento nas mídias sociais:

 

  • Como ele é?
  • Quantos anos ele tem?
  • O que ele gosta?
  • Onde ele mora?
  • Onde ele trabalha?
  • Qual o seu grau de instrução?
  • Quanto tempo passa na frente do computador?
  • Quais sites mais acessa?
  • Faz compras online?
  • Quais mídias sociais ele usa?
  • Quais são suas dores?
  • O que falta na vida dele?
  • Qual é o maior problema na vida dele?

Encontre conteúdos que estejam relacionados com as informações de público-alvo que você coletar nas suas pesquisas, lembre-se de que a relevância é um dos pontos principais de uma estratégia de conteúdo no marketing digital.

 

 

Mercado

Como os seus concorrentes estão utilizando as mídias sociais? Que tipo de conteúdo eles postam para seus seguidores? Estas são algumas perguntas que você precisa responder para definir o seu posicionamento, acompanhe a performance dos seus concorrentes e outras empresas da sua categoria para saber o que fazer (e até o que não fazer).<

 

Conhecer o mercado onde sua empresa está inserida também traz informações referentes aos canais de distribuição do produto, aceitação do produto, conhecimento de marca etc.

 

Em resumo, o principal objetivo de se conhecer o mercado antes de definir o posicionamento da sua marca nas mídias sociais é verificar o tom, estilo e padrão de comunicação que as empresas já utilizam. E isso envolve até mesmo saber se estas empresas costumam envolver-se em assuntos polêmicos (como os citados anteriormente).

 

Dica: dê uma olhada neste artigo sobre como está o mercado de marketing de conteúdo no Brasil.

 

 

Objetivos de Marketing e Comunicação

Seus objetivos precisam estar alinhados com a maneira que você atuará nas mídias sociais. Lembre-se de que não é apenas a venda o objetivo principal de uma empresa, e também não devemos esperar só isso quando definimos uma estratégia digital.

 

Todos os resultados esperados em relação ao mercado são os estimados objetivos de marketing, ou seja, aquilo que vai dar algum resultado real pra empresa. Pode ser venda, geração de leads, conversões, downloads de ebooks, cliques em sites, seguidores nas mídias sociais, engajamento etc. Coisa linda, não é?

 

A maneira que você vai divulgar, promover ou contar para o seu público-alvo que você tem este produto ou serviço que atende às necessidades deles é o seu objetivo de comunicação. É aí que entra o papel das campanhas de marketing digital, como você vai comunicar a sua mensagem.

 

 

Marketing de Relacionamento

Agora que você já conhece o seu público-alvo, o mercado onde sua empresa está inserida e quais são os seus objetivos, chegou a hora de definir como será feito o relacionamento com seus clientes. Um artigo excelente aqui do Digaí conta tudo sobre o que você precisa saber sobre marketing de relacionamento nas redes sociais, dá uma olhada.

 

Neste momento você irá definir quais serão os conteúdos que você irá criar e quais irá curar de outras fontes para compartilhar com seus usuários. Defina uma estratégia de relacionamento em canais de contato com consumidores através das redes sociais ou email marketing. Utilize estratégias de marketing de conteúdo para criar dicas e postagens relevantes para seu consumidor em blogs, páginas digitais ou canais no Youtube para falar sobre assuntos relacionados a imagem da sua empresa.

 

 

E os assuntos polêmicos?

 

Depois de definir o posicionamento que sua marca assumirá nas mídias sociais, fica bem mais fácil descobrir que tipo de assuntos se encaixam na sua estratégia de conteúdo. É normal querer aproveitar todas as oportunidades (hypes, memes, trending topics) para criar publicações, mas será que vale a pena? Descubra respondendo estas perguntas:

 

O assunto tem relação com seu público-alvo? (tá liberado)

O assunto vai agradar ou desagradar o seu público-alvo? (pense direito)

O assunto fez sucesso há mais de três dias e hoje quase ninguém fala sobre? (perdeu sua chance, caro colega)

Existem opiniões divergentes sobre o assunto? (evite)

Você só quer que sua empresa apareça? (começa do zero)

O assunto fere algum princípio, ofende alguma ideologia ou atrai negatividade? (evite mesmo)

Fala sobre religião, política, opção sexual ou futebol (risos)? (evite, pelo bem da sua marca)

 

 

Existem diversas outras perguntas que você mesmo pode elaborar, de acordo com suas experiências pessoais ou até mesmo de senso comum. Pense bem antes de envolver a sua empresa em assuntos que não tem relação com seu público-alvo, mercado, objetivos e relacionamento.

 

Digaí, como você definiu o posicionamento da sua marca nas mídias sociais? Já parou pra pensar em tudo o que pode acontecer de positivo ou negativo com uma estratégia que deu errado? Compartilhe suas experiências com a gente e fique ligado nas novidades sobre marketing digital aqui no Digaí. Um grande abraço!