Quando Dino trouxe o presente para seu filho Baby tinha certeza que seu filho iria adorar. E, de fato, o seu filho adorou: o embrulho! O pai ficou todo cismado dizendo para o bebê brincar com o brinquedo que ele comprou com tanto gosto, mas o pequeno só queria saber do embrulho que tanto havia gostado de ganhar. Já aconteceu a você o mesmo que ao pai da Família Dinossauros? Independente de qualquer coisa, isso é um sinal.

 

Leia até o final para entender o que isso tem a ver com o seu canal no YouTube e qual é a melhor forma de proceder quando isso acontece.

 

 

Brincando Com  a Comida

 

Já aconteceu a você de comprar um sanduíche num restaurante fast food por causa do brinquedo, ou eu sou o único que já fez isso? Não seria legal poder simplesmente ir lá e comprar o seu brinquedo? É claro que, hoje, você pode fazê-lo. Mas o preço do brinquedo, sozinho, custa quase a mesma coisa que ele acompanhado do sanduíche. E aí? Você não seria o único se concluísse que se for para pagar a mesma coisa é melhor comprar tudo de uma vez. Ou, se for como os mais radicais, pode pensar que dessa forma não vai comprar nada, mesmo que quisesse o brinquedo, pois não é nada ser encurralado a adquirir o que quer que seja.

 

A questão é que com brinquedo ou não, alguns restaurantes fast food já tem uma clientela garantida e o que vier a mais é lucro. Enquanto outros podem ser privados de uma experiência que lhe seria satisfatória em totalidade se essa opção lhe fosse apresentada.

 

Simplificando, ao oferecer café, você terá muito mais pessoas satisfeitas se elas puderem escolher se vão querer desfrutá-lo com açúcar ou adoçante. Enquanto muitos vão dividir as pessoas entre a categoria dos que tomam café e a dos que não tomam, outros podem ir além e pensar no café ou adoçante; puro ou com leite; etc.

 

No artigo anterior dessa série vimos como segmentar a sua audiência a partir do seu canal. Agora vamos dar um zoom e ver como segmentar o seu canal a partir da sua programação.

 

 

Nem Toda Surpresa É Boa…

 

Normalmente ao querer variar em seu conteúdo, os produtores fazem canais alternativos para tratar de cada assunto num com sua devida categoria. Mas se o seu canal já tem um foco de audiência, mas você pretende dar mais de uma opção de programação o ideal é aplicar um formato e uma periodicidade para cada projeto.

 

Digamos que uma pessoa que assine, por exemplo, um canal que trata de saúde e qualidade de vida no qual encontra dicas de exercício físico, receitas e artigos ou notícias dentro do tema. Isso mostra que o canal está fazendo muito bem em suprir as principais necessidades da sua audiência.

 

Contudo, se essa pessoa assinou por causa das dicas e receitas ela pode se decepcionar cada vez que for surpreendido com as notícias e artigos. Lembrando que não há nada de errado no que você está oferecendo, mas se você estabelece uma periodicidade própria para cada coisa com seu devido formato ela já saberá quando (ou por qual playlist) acessar o seu conteúdo.

 

Vejamos 3 exemplos de canais já segmentados cuja programação é bem dividida:

 

 

Jovem Nerd

 

Sim. Eu realmente os cito muito por aqui… Mas não sem razão. O fato de eu ser um grande fã dessa turma não é à toa.

 

Esse é um blog que fala com um público assumidamente nerd e que explora a cultura pop de modo irreverente e bem humorado e deu tão certo que além do podcast mais bem sucedido do Brasil, eles também têm uma loja virtual, uma editora e uma network (rede de canais para o YouTube) além dos canais parceiros e agregados.

 

Em seu canal principal, a programação basicamente era composta pelo NerdPlayer e o NerdOffice. Só que eu, por exemplo, apesar de amar tanto O Jovem Nerd quanto vídeo games, vejo tanto GamePlay no YouTube (apesar de gostar especialmente do deles por causa de suas peculiaridades além da edição e pós produção da Gaveta Filmes) que eu nem me preocupo se vou perder algum. Já, tem um dia na semana que já sei a hora que acessarei o canal: é hora de NerdOffice.

 

 

O NerdPlayer – Segunda: 11 da manhã – apresenta os nerds jogando qualquer jogo de vídeo game e extraindo o máximo de zueira possível dele.

 

 

O NerdOffice – Quarta: 11 da manhã – é VideoCast no qual os nerds comentam notícias da semana ou apresentam listas, eventos e afins.

 

Recentemente foi adicionado à sua lista de programação semanal o Sr.K. – Terça: 11 da manhã – no qual o personagem homônimo, com muito sarcasmo e piadas de cunho esnobe,  visita pontos turísticos dos nerds, lê perguntas dos fãs e faz entrevistas com celebridades em evidência no segmento.

 

 

 

Matando Robôs Gigantes

 

Agregados ao grupo Jovem Nerd, o MRG também conta com PodCast e mídias alternativas. Em seu canal no YouTube, também tem apresentado uma programação segmentada.

 

 

Segundas, meio dia: Drops MRG com uma dica rápida dentro um tópico único.

 

 

 

Terças, meio dia: MRG Show – o VideoCast da turma num fictício e cômico cenário Pós Apocalíptico.

 

 

 

Sextas, meio dia: ROBOVISION 2000 com GamePlay do trio.

 

 

Omelete

 

Ainda no mesmo segmento, o Omelete é um grande competidor do grupo anterior e também conta com blog e canal no YouTube.

 

 

OmeleTV, VideoCast do Omelete: segundas, terças e quintas às 20:00hs.

 

 

 

Bloco X, opinião femina sobre o universo nerd: quartas às 20:00hs.

 

 

 

OmeleTV Ao Vivo, transmissão semanal em tempo real: sexta às 20:00hs.

 

 

 

Hyperdrive, plantão de notícias mais recentes em alta velocidade: segunda a sexta às 18:00hs.

 

E você?

 

Digaí nos comentários se você segue algum canal de programação segmentada. É nos comentários também que você pode deixar suas perguntas ou sugestões que teremos o maior prazer em dar continuidade a essa conversa.

 

E como sempre:

 

Muito sucesso para você!

 

Conheça o e-book “7 Lições Que Aprendi Com os Youtubers de Sucesso”, do Felipe Pereira, clicando no link:
BAIXE AGORA!