O email marketing sobreviveu a inúmeras estórias sobre seu fim e seus substitutos. Era aquela regra: “agora morreu!”. E nada… Mas o que podemos esperar dele?

 

Seu fim foi anunciado lá na época do Orkut. Depois surgiu o SMS (Short Message Service ou Mensagem de Texto) com seus inúmeros Brocker’s (fornecedores de serviços para envio do SMS) que seriam os algozes. Passado algum tempo, o email marketing se fortalecia a cada dia. Logo viriam os anúncios na internet e,  mais adiante, as tecnologias de remarketing.

 

Mas, diariamente são criadas mais e mais ferramentas, tecnologias e metodologias que ampliam o uso e fortalecem o email marketing no mercado. Mas por que então ele é insubstituível? Qual o grande segredo do email marketing? Por que se transformou em um dos melhores “canais” de comunicação, complementando a forma verbal que tanto utilizamos?

 

 

A grande força do email marketing

 

A comunicação é formada por um emissor, um receptor, uma mensagem, um código, um contexto e um canal. Sim, o email marketing é o canal, ou seja, a forma como a mensagem chegará até o receptor. Mas qual o segredo?

 

Primeiramente ele facilita a formatação da mensagem pois pode ser programado, revisado, arquitetado, articulado para que atinja seu objetivo, sempre ligado ao receptor obviamente. Além disto, é rápido suficiente para “quase” substituir o “olho no olho”. Diferentemente da comunicação verbal, mas ao contrário desta, amplia vantagem a aqueles que possuem certa timidez, dificuldade de formatação de frase ou raciocínios rápidos, principalmente perante perguntas indesejadas, da mesma forma que evita as denúncias físicas do contexto. A incapacidade de persuasão então, nem é percebida pelo emissor, pois se podem seguir regras e padrões estruturados com palavras milimetricamente inclusas para suprir quaisquer dificuldades e que lhe dão vantagem competitiva perante uma comunicação direta entre o emissor e o receptor, só isto já seria suficiente para que o mesmo tivesse a força que lhe é peculiar.

 

 

A máquina de vendas do email marketing

 

O marketing, que vive de comunicar, motivar, aguçar desejos e identificar necessidades logo encontrou no email uma forma simples, rápida e direta para atingir seus objetivos e deste é um parceiro inseparável desde sempre. Mas onde ou quando o mesmo será substituído? Nunca!

 

A evolução da tecnologia, que aproxima pessoas e ao mesmo tempo as distancia gradativamente e individualiza as relações, certamente fará com que o email, pelo menos aparentemente, nunca ser substituído, pois ele consegue ser adequado a estas novas características e necessidades humanas. Assim vale investir, estudar e fortalecer sua base de contatos em email para que num futuro próximo este seja seu maior diferencial, pois o mesmo perdurará se o relacionamento um a um se intensificar como está sendo demonstrado pela geração Y e também na Z que adentrou a pouco o mercado de trabalho.

 

A comunicação direta, individualizada, segmentada e orientada pelo email marketing, comprovadamente é fonte de vendas incontestável, facilmente comprova-se o ROI (Return on Investiment ou Retorno de Investimento) e por via dele, muitos consumidores são persuadidos e influenciados diariamente e por intermédio dele, marcas são consolidadas no mercado.

 

Para que a base de email marketing seja ampliada e comunicação ainda mais individualiza, faz-se uso de big data, tag’s, inteligência cognitiva e sim, as página de captura de email, ou melhor landing pages, que tem a tarefa de coletar dados dos visitantes para que a partir destes seja criado um relacionamento constante e verdadeiro. Essas bases de dados podem ampliar a relação de mercado, assim cabe investir e muito em páginas de captura e lista de email, mas acima de tudo, deve-se segmentar e a cada dia mais, investir em técnicas, metodologias e inteligência na comunicação, pois não serão apenas ganchos, palavras persuasivas, neurociência que irão motivar os consumidores.

 

 

A dica de hoje sobre email marketing é:

 

Invista no conhecimento humano, relações e causas sociais e ambientais, estratégias de longo prazo, mas acima de tudo, crie listas de email’s com vínculo aos telefones, pois muito em breve irão assistir as novas verões de email’s aderindo aos links diretos de voz, quem sabe do whatsapp e, não se surpreenda com os novos serviços de integração de email’s com vídeos, pois os mesmos estão ganhando muito força na “timeline” de qualquer rede social e como sempre, o email marketing sempre será adaptado aos novos tempos e sobreviverá ganhando força.