Nessa semana, o Twitter informou que está incorporando a equipe da startup Niche para aumentar sua lucratividade a base do aumento de anúncios, engajamento e atrair novos anunciantes. A compra, cujo valor não foi definido, foi um dos investimentos da mídia social no serviço da agência, que visa conectar famosos da web com marcas e multinacionais.

 

A Niche, fundada em 2013, ligava empresas que gostariam de anunciar na internet com usuários de Twitter e Vine que atraíam milhões de seguidores e visualizações. Algumas marcas como a HP apostaram nessa modalidade e recrutaram os “influenciadores de mídia”.  O objetivo é filtrar essas celebridades e identificá-las com a personalidade da empresa, através de análise multiplataforma e monetização.

 

 

101930-thumb-598x330

“À medida que continuamos a investir no crescente ecossistema de mídia, é importante para fornecer uma ampla variedade de ferramentas para os criadores de conteúdo para distribuir e, finalmente, gerenciar todo o seu conteúdo”, afirma o comunicado do Twitter sobre a compra da startup. “Para esse fim, estamos animado para compartilhar que nós assinamos um acordo para adquirir Niche, um provedor de serviços de software, da comunidade e de monetização para o crescimento da comunidade criativa”. Veja o tweet da compra abaixo:

   
 
 
Segundo o Washighton Post, a mudança vai dar ao fundador Weber Shandwick o acesso à base de dados da Niche de mais de 5.000 influenciadores de mídia social para ajudar na campanha de um cliente, baseado em talentos criativos daquele indivíduo, visibilidade e influência relativa. Entre as celebridades na rede da Niche com o maior alcance são Nash Grier, usuário do Vine com quase 25 milhões de seguidores e cantor Kevin Jonas, que tem um alcance total de mais de 22 milhões de usuários.    
 
 
“É uma grande oportunidade para os viners que tiveram tanto trabalho para construir essa única comunidade criadora”, comentou o CEO do Twitter Dick Costolo entrevista para o Bloomberg Business. “Isso será ótimo para as marcas que querem elevar esses usuários a criarem outras histórias, e para os viners a ajudar marcas, companhias, a contar suas histórias, não só usuários do Vine como o Twitter”.    
 
 

CEO do Twitter explicando o benefício que viners e usuários do Twitter terão com a compra da Niche

CEO do Twitter explicando o benefício que viners e usuários do Twitter terão com a compra da Niche

 
 
O coordenador de mídia Weverton Guedes afirma que a medida é mais do que uma forma de incrementar as receita através do business model da Niche. “Essa aquisição pode se transformar em uma excelente estratégia para fomentar o uso de suas plataformas (Twitter e Vine) e alavancar a base de usuários. Essa movimentação parece coincidir com o momento tenso que vive o presidente Dick Costolo já que, apesar de a receita do Twitter ter superado as expectativas do mercado, a taxa de crescimento da base de usuários caiu. Agora resta saber como vão utilizar na prática o Niche para estimular a entrada de novos usuários, com a possibilidade de qualquer um poder monetizar seu próprio conteúdo”, explica.
 
 
Especialista em novas mídias e Diretor Conselheiro do grupo #EraTransmidia, em São Paulo, André Campos Filippe complementa contando que “a aquisição mostra a crescente importância do conteúdo em vídeo produzido e consumido especificamente em dispositivos móveis. Além de ajudar marcas a contarem suas historias, a possibilidade de monetização tornará o Twitter (e consequentemente, o Vine) uma importante ferramenta para a produção de conteúdo”.
 
 
Seguindo as tendências de marketing “backdoor” o Twitter, após a compra do Vine, entra novamente em cena investindo no Niche,” comenta Solange Eiko Uhieda, coordenadora do grupo de estudos em Design dos inovadores ESPM, conselheira e pesquisadora do grupo #EraTransmidia. “Creio que seja mais uma estratégia “desesperada” direcionada a monetizar a ferramenta, já q o Twitter é tão falado, porém sobra a pergunta: como ganhar dinheiro com ele? Particularmente acho que tal ferramenta possa ajuda a fomentar mais criadores de conteúdo, criando uma multi plataforma de analise livre.”    
 
 

Veja abaixo alguns vines feitos em parceria com a Niche: