Você já tentou tomar sopa com um garfo?

 

Não dá, não é? Sopa e garfo não se encaixam, não combinam. O garfo é ótimo para comer carne, macarrão e tantas outras coisas… Mas ele não foi feito para tomar sopa e, por isso, não cumpre seu papel.

 

Você deve estar pensando que eu fiquei maluco. 🙂 O que esse negócio de sopa e garfo tem a ver com marketing digital?

 

Quando se trata de criar verdadeiro relacionamento com os clientes e gerar vendas através da Internet, muitas empresas parecem tentar tomar sopa com um garfo.

 

Existem várias estratégias e plataformas de marketing digital, porém atualmente a mais efetiva para a criação de relacionamentos e vendas é o email marketing. Essa é uma das ferramentas que trazem mais resultados para o Digaí.

 

Mensalmente, as campanhas de email marketing nos geram centenas de visitas e várias vendas. Em janeiro, por exemplo, os emails trouxeram 1835 visitas e foram responsáveis por 88% do faturamento do Digaí. E o melhor de tudo: por ser uma ferramenta extremamente barata, o ROI (retorno sobre investimento) é altíssimo.

 

Vez ou outra quando converso com meus alunos da pós-graduação que coordeno, vejo o quanto o email marketing é subvalorizado. O boom das mídias sociais fez com que elas ficassem em evidência entre os profissionais, que muitas vezes desconhecem o verdadeiro potencial do email marketing.

 

Por conta disso, resolvi escrever esse post e dar algumas dicas sobre essa poderosa ferramenta.

 

 

O AAA do Email Marketing

 

Assim como grande parte das ações de marketing, o email marketing consiste em um funil. Você possui uma lista com centenas ou milhares de assinantes e faz um disparo para ela. Apenas parte destes (20%, por exemplo) abre as mensagens e um grupo ainda menor faz o que desejamos que façam (normalmente, responder a mensagem ou clicar em um link).

 

Por conta disso, costumo dizer que temos que focar em 3 A’s quando estamos fazendo email marketing: Assinantes, Abertura e Ação. Pensar nesta ferramenta dessa forma é interessante porque permite analisar cada etapa isoladamente, identificando formas de melhorar.

 

Nosso desafio como profissional de marketing digital é aumentar o número de Assinantes, a Abertura e a Ação por parte do público. A seguir, darei 09 dicas de como melhorar esses A’s.

 

Assinantes

 

Apenas parte das pessoas que estão na nossa lista abre nossas mensagens, de modo que o tamanho da lista é algo bastante importante. Confira 03 dicas para otimizar o primeiro A.

 

Nunca pare

A cada dia que passa sem que construa lista, você está perdendo assinantes e um grande potencial de vendas futuras.

 

Ofereça benefícios

É muito mais fácil alguém se interessar em fazer parte de sua lista recebendo um vídeo, e-book ou dicas exclusivas, do que simplesmente recebendo uma newsletter com ofertas de produtos todas as semanas.

 

Seja ético

Nunca insira na sua lista pessoas que não se cadastraram ou que não tenham relação prévia com seu negócio. Além de antiético, isso costuma trazer baixíssimo retorno e traz danos consideráveis à sua imagem.

 

Abertura

 

De nada adianta ter uma lista enorme se quando você manda uma mensagem apenas uma pequena parte dela abre. Desse modo, para aproveitar o máximo da sua lista, você precisa aumentar sua taxa de abertura. Confira 03 dicas para otimizar o segundo A.

 

Atente para o remetente

Um dos principais aspectos que as pessoas levam em consideração ao definir se vão ou não abrir um email é o remetente. Desse modo, seus emails precisam ter um remetente que passe confiança e que seja identificado pelos assinantes.

 

Defina um bom assunto

Esse é outro aspecto importantíssimo que vai definir se alguém vai ou não abrir seu email. A recomendação é aguçar a curiosidade, gerando interesse nos assinantes em abrirem sua mensagem.

 

Evite imagens desnecessárias

Só utilize imagens quando for necessário e útil para a comunicação. Se você faz uso inadequado de imagens em suas mensagens, enviando figuras grandes ou arquivos pesados, a chance do seu email não ser entregue na caixa de entrada dos destinatários aumenta.

 

Ação

 

Assim como não adianta ter uma lista gigantesca com pessoas que não abrem suas mensagens, também é inútil ter uma boa taxa de abertura se os assinantes não fazem o que você deseja. Aqui vão 03 dicas que vão lhe ajudar a conseguir ação por parte de seus assinantes, seja um clique, uma compra ou uma simples resposta a um email.

 

Quer ação? Peça!

A forma mais efetiva de fazer com que seu público faça o que deseja é pedindo. Você precisa tornar explícito seu interesse para que respondam suas mensagens, cliquem em links ou façam uma compra. Isso é o que chamamos de CTA (call-to-action) e você pode ficar por dentro do assunto nesse post.

 

Tenha foco!

Procure definir um foco principal para cada mensagem enviada. Se você deseja que o assinante responda uma pesquisa, assista a um vídeo, assine seu canal no Youtube e faça uma compra, não adianta usar um único email para isso. Vai ser impossível ele fazer tudo isso.

 

Utilize gatilhos comportamentais

A forma como o ser humano pensa e age tem sido bastante estudada pela ciência. Vários padrões de comportamento foram identificados e o interessante é que somos tão previsíveis, que podemos ser manipulados por quem conhece a técnica correta.

 

Desse modo, se você quer que alguém aja, pode usar os gatilhos mais adequados, como escassez (o fato de que algo vai acabar gera senso de urgência), aprovação social (se muita gente fez algo, deve ser legal fazer também) e a perspectiva (as pessoas tendem a ter maior sensibilidade a perdas do que a ganhos). Para se aprofundar no assunto, recomendo os livros Previsivelmente Irracional (de Dan Ariely), As Armas de Persuasão (de Robert Cialdini) e Processo Decisório (de Max Bazerman e Don Moore).

 

 

Deseja mais detalhes sobre email marketing?

 

Lancei recentemente o projeto E-mail Marketing Efetivo, que lhe ajudará a dominar essa poderosa ferramenta de Marketing Digital. Assista agora ao vídeo GRÁTIS onde apresento em detalhes a metodologia EME e o treinamento!