A popularização das redes sociais online foi um divisor de águas na gestão de marcas, pois tornou a relação entre os consumidores e as empresas muito mais bidirecional e interativa. Hoje, a comunicação marca não é feita para os consumidores, e sim, com eles. Essa nova perspectiva é imprescindível para uma estratégia bem sucedida de marketing viral.

 

Dentre as várias ferramentas que uma marca pode usar, os vídeos são as que causam mais impacto, pois une dois elementos muito atrativos: imagens e som. Uma pesquisa realizada pelo RealSEO afirmou que 82% dos profissionais que estão utilizando vídeos como ferramenta de marketing, atestam um resultado positivo. Pense comigo: quantas vídeos em média você assiste por semana? Quantos desses são alguma campanha de uma marca?

 

Apesar de grande parte dos vídeos mais acessados de 2013 sejam de humor, temos exemplos de campanhas virais bem sucedidas como a da Volvo ou da WestJet. E por que as marcas tem investido tanto em vídeos potencialmente virais?

 

Primeiro, o que é Marketing Viral?

 

O marketing viral ou buzz marketing é uma estratégia que permite e incentiva as pessoas a repassar uma mensagem através do boca a boca, criando um crescimento exponencial da exposição dessa mensagem e sua influência para diversos públicos.

 

Como um vírus, esta tática usa a multiplicação rápida para explodir uma mensagem a milhares e até milhões de pessoas. Com a internet e as redes sociais online, o efeito bola de neve das campanhas virais foi maximizado por conta da facilidade e rapidez do compartilhamento de uma mensagem.

 

Vantagens de um vídeo torna-se viral

  1. Credibilidade:  a confiança dada a opinião de amigos e familiares é bem maior que a de um estranho, não é? O compartilhamento de uma campanha viral por alguém próximo traz consigo a credibilidade da pessoa  que a compartilhou;
  2. Proximidade: dado ao fato da mensagem ser entregue por alguém próximo, cria uma maior interação com a campanha, o que também ajuda a criar uma afinidade com a marca, produto ou serviço;
  3. Abrangência do impacto da mensagem: com a facilidade de compartilhando nas redes sociais online, o efeito viral da mensagem pode tomar proporções gigantescas;
  4. Possibilidade de ganhar dinheiro através da monetização das visualizações do seu vídeo no Youtube;
  5. Redução de custos para a marca, pois não há custos adicionais para o compartilhamento da mensagem. A depender do sucesso da campanha, pode gerar uma grande mídia expontânea;
  6. Eficiência na entrega da mensagem, porque o consumidor vai prestar mais atenção a ao compartilhamento de um amigo ou familiar do que a um anúncio, campanha publicitária ou estratégia de marketing tradicional sem as garantias e filtros atrás mencionadas.

 

Para se alcançar todos esses benefícios é imprescindível que o vídeo seja bem planejado para não causar um efeito viral controverso à marca, como por exemplo ocorreu no caso do Mercedes Classe A, um viral que fez muito sucesso na internet em 2013, mas que causou muitas discussões. Uns a favor defendendo a grande notoriedade que trouxe para a marca e outros contra, afirmando que a campanha foi muito divertida, mas não impactou o real target do automóvel de luxo.

 

E você tem algum bom (ou mal) exemplo de marketing viral com vídeos? Compartilhe conosco!