Mês passado, o LinkedIn anunciou o lançamento do LinkedIn Storylines, um novo modelo de feed customizado para mostrar diariamente posts mais relevantes para a área de atuação profissional do usuário. As atualizações devem melhorar a experiência do participante na rede, possibilitando-o descobrir notícias e ideias de uma variedade maior de publishers.

A personalização da nova timeline é possível devido a uma combinação de algoritmos e do time editorial do LinkedIn, incluindo perspectivas que vão desde influenciadores relevantes e novos publishers, até pessoas da sua rede.

link1

 

Mais segmentação no conteúdo

Por exemplo, se você é da área do marketing digital, é bem provável que você veja com mais frequência no seu feed notícias relacionadas a tendências e novidades da área, incluindo perspectivas de um especialista, algum artigo publicado por algum veículo do segmento ou um post do ramo compartilhado por alguém que você conheça.

De acordo com o comunicado, a ideia principal da nova roupagem é priorizar o tempo e o conhecimento do usuário com publicações que sejam realmente relevantes profissionalmente.

Ainda em janeiro deste ano, o LinkedIn apresentou o seu novo layout, planejado para facilitar o acesso do usuário a conversas profissionais, conteúdos e oportunidades. Desde essa atualização, a premissa principal já era trazer para o topo da timeline do participante da rede um conteúdo mais relevante.

link2

Nos dispositivos móveis, as Trending Storylines ficarão localizadas abaixo da aba de Trending. Já no desktop, estarão no canto superior direito da página inicial. A funcionalidade já está disponível nos Estados Unidos e será lançada em outros países em breve, segundo o LinkedIn.

Cada Storyline também terá uma hashtag específica, facilitando o acesso às conversas.

 

Como as empresas poderão usar a novidade ao seu favor?

Com o novo formato do feed, as empresas que publicam na rede irão ter um alcance mais qualificado, pois os conteúdos irão ser mais visualizados por pessoas que têm a mesma área de atuação do empreendimento.

Na prática, se o seu negócio usa o LinkedIn para publicar conteúdo direcionado para o seu ramo como artigos, dicas, tendências, novidades ou vagas de emprego, o público que irá visualizar o seu conteúdo tenderá a ser a partir de agora muito mais qualificado de acordo com a sua área de atuação.

Para os que ainda não conhecem muito bem ou ainda não sabem como atuar na plataforma, aqui no Digaí temos um guia de atuação no LinkedIn destinado para empresas que desejam entender um pouco mais como podem trabalhar na rede social.

Digaí, amigo, o que você achou da novidade?