O Facebook anunciou na sua página oficial de notícias que excluiu mais de 10 mil contas no México e América Latina. Os usuários banidos foram verificados como fake users e fake pages. Segundo a rede social, esses cadastros violavam as políticas de privacidade exigidas pela companhia.

Nathaniel Gleicher, Head de políticas de segurança cibernética, revelou que o Facebook faz um grande esforço para garantir um ambiente seguro para seus usuários. Segundo ele, as contas excluídas propagavam conteúdos vistos como abusivos, com ofensas raciais, sexuais e de gênero.

pesquisa no Facebook

Políticas do Facebook

Ao longo dos anos o Facebook tem se posicionado em questões polêmicas, não permitindo que seus usuários utilizem suas contas para propagar mensagens de ódio e repúdio. Desse modo, a decisão de excluir mais de 10 mil contas não foi uma decisão que pegou o público de surpresa. Nos próximos meses ainda é esperado que esse número aumente.

O mesmo comunicado que revelou a exclusão das contas ainda mostrou outras ações da rede social feitas ainda no primeiro trimestre de 2018. Segundo um levantamento interno, o Facebook bloqueou 837 milhões de spam, 2,5 milhões de discursos de ódio e desabilitou 583 contas em todo mundo.

Facebook exclui contas fakes

Auxílio da tecnologia

Para garantir a segurança dos usuários e o mantimento da política de privacidade, a empresa conta com a ajuda da tecnologia. Entre as ferramentas utilizadas estão a inteligência artificial e machine learning, que funciona através do reconhecimento de padrões.

Essas atitudes, a primeira vista, pode parecer banal. Mas é importante levar em consideração que as fake news, famosas no Brasil e no mundo, podem causar grande influência na população. Levando em consideração que 2018 é ano eleitoral no país, a medida veio a calhar para um processo mais justo.

E aí, amigo, o que você acha da exclusão dessas contas do Facebook?