Um relatório recente divulgado pelo próprio Facebook aponta que pelo menos 2 bilhões de todas as mensagens já trocadas no Messenger foram entre internautas e chatbots, que são os programas de inteligência artificial feitos para atender clientes. Isso serve como uma prova de que o conceito de I.A está cada vez mais próximo do consumidor comum, alterando completamente a forma como os usuários interagem e se relacionam com as marcas.

pesquisa aponta crescimento chatbots messenger

Dados da pesquisa

Há poucos anos a ideia de procurar o suporte de alguma empresa em redes sociais era impensável, pois a confiança do consumidor em adquirir serviços online era muito baixa. Hoje em dia, entretanto, cerca de 70% dos brasileiros se dizem dispostos a conversar com marcas através do Messenger e do WhatsApp, de acordo com uma pesquisa realizada pela Opinion Box em parceria com a Take.

Ao entrevistar pessoas de diversos perfis de consumo, as agências descobriram que 40% delas preferem manter o contato através de mensagens de texto nas redes sociais, enquanto 30% optam por conversas via telefone e os outros 30% preferem ser atendidos pessoalmente.

pesquisa aponta crescimento chatbots messenger 01

O impacto para o e-commerce

O CEO da Take, Roberto Oliveira, explica que o uso crescente de aplicativos de mensagens está modificando a relação entre as empresas e os clientes, impulsionando a utilização dos chatbots, com robôs capazes de interagir no chat e atender os consumidores. A Take se dedica a desenvolver inteligências personalizadas e assistentes pessoais que tirem dúvidas pessoais, realizem agendamentos e prestem atendimento prévio e específicos para cada pessoa.

Para o e-commerce, automatizar a ferramenta é importante para trazer agilidade a esses clientes que estão abertos a interagir pelas redes sociais, além de ser fundamental para evitar que a experiência de atendimento seja frustrante. Afinal, vivemos num mundo em que para as empresas sobreviverem, precisam oferecer comodidade e boas experiências de consumo.

E aí, amigo, que tal investir em chatbots para atualizar o seu serviço de atendimento?