O comércio eletrônico tem se mostrado cada vez mais uma ótima alternativa para se ganhar dinheiro na internet. Com isso, várias análises têm sido realizadas para medir o crescimento e desempenho da área. A mais nova pesquisa realizada pela VTEX, empresa brasileira de cloud commerce, em parceria com a Semrush, companhia especializada em ferramentas de SEO, aponta que 49% do tráfego das lojas virtuais é originário de ferramentas de busca. O relatório contou com a participação de mais de 500 e-commerces de tamanhos e nichos variados.

Quando analisadas separadamente, os resultados variam. As lojas de grande porte, apresentaram 37% de volume de acesso proveniente de buscadores. Em marcas de pequeno porte, essa dependência aumenta 40%, ou seja, 52% do tráfego desses empreendimentos depende de ferramentas de busca.

trafego ecommerce buscadores

Quanto menor o porte, maior a dependência

Segundo Rafael Campos, sócio diretor da VTEX, “as lojas virtuais de pequeno e médio que não possuem força de marca são mais dependentes dos buscadores, tanto orgânico quanto pago, pois precisam investir mais fortemente em estágios iniciais do processo de decisão”. Se analisarmos o mês de abril, os números foram mais favoráveis para as lojas de grande porte. O tráfego direto foi o maior analisado na série: 50%.

A pesquisa revela ainda que se falarmos de empresas de moda ou indústrias, o volume de acesso direto é ainda maior. Entre as lojas que possuem valores acima de 60% de tráfego gerado diretamente em seus domínios, quase 80% são marcas famosas ou possuem uma loja física.

Tráfego referenciado

O estudo também analisa o volume de tráfego referenciado, aquele originário de outros sites. Quando o assunto são as grandes lojas, ele se mostra bem mais representativo. Aproximadamente 14% das marcas de grande porte possuem esse tipo de tráfego, enquanto que as de médio e pequeno porte, a média cai em 60%. Ou seja, 8%.

Já as redes sociais ainda têm baixa representatividade em origem de tráfego. Elas representam apenas 4% do tráfego dos comércios digitais, e menos de 10% dessas lojas apresentam 10% ou mais dos acessos originários das mídias sociais. Apenas 3% apresentam volume acima de 20% nesse tipo de busca.

E aí, amigo, qual o volume de busca proveniente de buscadores da sua loja virtual?